WSL: irmãos Pupo, Caio, Italo e Yago avançam em Portugal; Deivid e Medina vão à repescagem

Começou a terceira etapa do Circuito Mundial de Surfe (WSL), em Peniche, Portugal. Nove brasileiros estão na disputa das baterias masculinas e femininas, e sete competiram nesta quarta. Miguel Pupo, Samuel Pupo, Caio Ibelli, Italo Ferreira e Yago Dora avançaram à terceira fase. Por outro lado, Deivid Silva e Gabriel Medina tiveram dificuldades e se enfrentarão na repescagem.

Ainda estavam previstas disputas femininas para a quarta-feira, mas elas foram canceladas por conta da piora nas condições do mar. A próxima chamada será na sexta, e o evento da WSL tem transmissão de sportv, globoplay e ge, que também acompanha em tempo real.

 

Quinteto vai bem

O primeiro brasileiro a avançar diretamente à terceira fase foi Miguel Pupo. Na nona bateria desta quarta, ele encontrou uma boa onda logo no início (6,33) e se manteve na zona de classificação até o fim, com somatório de 10,50. O marroquino Ramzi Boukhiam (11,27) assegurou a liderança, e Ryan Callinan (8,43) caiu para a repescagem.

O outro irmão Pupo, Samuel, brilhou já nos primeiros minutos da 10ª bateria e conseguiu o maior somatório do dia. Com notas 8,33 e 6,67, o brasileiro chegou a 15 e assumiu a liderança. Não deu chances para Leonardo Fioravanti (11,80), também classificado para terceira fase, e Gabriel Medina (8,16), que precisará disputar a repescagem.

Na bateria seguinte, Caio Ibelli assumiu a liderança e não largou mais, com somatório de 13,90. Italo Ferreira até teve problemas e ocupou a lanterna por um bom tempo. Mas, a menos de 10 minutos do fim, achou um belo aéreo e recebeu a maior nota da disputa (7,43), assumindo a segunda posição (12,93). Ian Gentil, que representa o Havaí, mas é filho de brasileiros, ficou em terceiro, com 10,73.

Para encerrar a quarta-feira, Yago Dora caiu na água. O brasileiro fez uma bateria consistente e avançou na segunda posição, com somatório de 11,80. A liderança ficou nas mãos do português Frederico Morais (13,10), e o australiano Liam O’Brien caiu para a repescagem (7,90).

Deivid e Medina na repescagem

Na segunda bateria da primeira fase, Deivid Silva entrou na água por volta das 5h33 da manhã. Diante dos havaianos Barron Mamiya (11.77) e Imaikalani Devault (10.07), o brasileiro não teve sucesso e encerrou em último lugar, indo à repescagem com a nota 9,84.

Gabriel Medina, por sua vez, não se encontrou na décima bateria. Classificado para as Olimpíadas, o brasileiro tentou aéreos e outras manobras, mas teve dificuldades para completar. Assim, conseguiu somatório de 8,16, insuficiente para avançar à terceira fase.

Deivid e Medina estarão na bateria 3 da repescagem, junto com o australiano Ryan Callinan. Dois surfistas passarão de fase, e um será eliminado.

Outros destaques

Na terceira bateria da quarta-feira, o australiano Callum Robson tinha prioridade em onda, mas o estadunidense Griffin Colapinto atrapalhou. A WSL, então, puniu Colapinto por interferência e eliminou a segunda maior nota do surfista, que caiu para a repescagem.

Quem se beneficiou foi Matias Canhoto. O português entrou na disputa no lugar de Kelly Slater, desfalque em Peniche por conta de dores no quadril, e já tem vaga garantida na terceira fase.

Na bateria 6, o australiano Jack Robinson deu um lindo aéreo e recebeu 8.83, a maior nota do dia.

Resultados do round 1:

  1. Connor O’Leary (JPN) 9.93 x Jake Marshall (USA) 9.76 x Cole Houshmand (USA) 10.10
  2. Barron Mamiya (HAV) 11.77 x Imaikalani Devault (HAV) 10.07 x Deivid Silva (BRA) 9.84
  3. Griffin Colapinto (USA) 4.83 x Callum Robson (AUS) 9.17 x Matias Canhoto (POR) 6.80
  4. John John Florence (HAV) 7.27 x Jacob Willcox (AUS) 11.24 x Marco Mignot (FRA) 6.27
  5. Ethan Ewing (AUS) 13.00 x Rio Waida (INA) 9.67 x Joan Duru (FRA) 13.96
  6. Jack Robinson (AUS) 14.76 x Crosby Colapinto (USA) 11.20 x Joaquim Chaves (POR) 7.77
  7. Jordy Smith (RSA) 13.67 x Matthew McGillivray (RSA) 6.96 x Kade Matson (USA) 11.00
  8. Kanoa Igarashi (JPN) 11.50 x Seth Moniz (HAV) 12.60 x Eli Hanneman (HAV) 11.87
  9. Ryan Callinan (AUS) 8.43 x Miguel Pupo (BRA) 10.50 x Ramzi Boukhiam (MAR) 11.27
  10. Leonardo Fioravanti (ITA) 11.80 x Gabriel Medina (BRA) 8.16 x Samuel Pupo (BRA) 15.00
  11. Ian Gentil (HAV) 10.73 x Italo Ferreira (BRA) 12.93 x Caio Ibelli (BRA) 13.90
  12. Yago Dora (BRA) 11,80 x Liam O’Brien (AUS) 7,90 x Frederico Morais (POR) 13,10

Confrontos do round 2 (repescagem)

  1. Griffin Colapinto (EUA) x Jake Marshall (EUA) x Joaquim Chaves (POR)
  2. Kanoa Igarashi (JAP) x Matthew McGillivray (AFS) x Marco Mignot (FRA)
  3. Ryan Callinan (AUS) x Gabriel Medina (BRA) x Deivid Silva (BRA)
  4. Ian Gentil (HAV) x Liam O’Brien (AUS) x Rio Waida (IND)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *