Segurança: Secretarias de Governo e Polícia Militar convocam prefeituras e câmaras de vereadores a aderirem ao projeto “190 integrado”

Imagens compartilhadas ampliam alcance de monitoramento e agilizam ação da PM em todo Estado

Fortalecer a segurança nos 92 municípios do Estado com o auxílio da tecnologia. Este é o objetivo do Governo do Estado ao lançar o programa ‘190 integrado’, da Polícia Militar, destinado a compartilhar imagens de videomonitoramento em locais públicos de cidades, agilizando o trabalho da Corporação para atender as ocorrências.

Para mobilizar municípios a aderirem ao projeto, os secretários de Estado de Governo, Bernardo Rossi, e de Polícia Militar, coronel Luiz Henrique Marinho Pires, estão oficiando prefeituras e câmaras de vereadores de todo estado.

– A segurança é uma prioridade para o governador Cláudio Castro. A tecnologia é uma forte aliada para alcançarmos resultados cada vez melhores. O ‘190 integrado’ vem somar às demais ações para fortalecer a segurança em todo o estado. É fundamental que todos os municípios se cadastrem -, destaca o secretário de Governo, Bernardo Rossi.

O ‘190 integrado’ funciona com as câmeras interligadas ao sistema Security Command, adquirido no final do ano passado e já instalado no Centro Integrado de Comando e Controle (CICC) da Secretaria de Estado de Polícia Militar do Rio de Janeiro. O Security Command foi concebido para estar conectado a diferentes plataformas tecnológicas empregadas na área de segurança.

– Entre essas plataformas, estão o serviço 190 e câmeras e sensores de instituições públicas e privadas, que serão inseridas no sistema a partir do chamamento público já disponível no site da nossa Corporação -, assinala o coronel Luiz Henrique Marinho.

Para o secretário de Polícia Militar, a adesão dos municípios ao projeto ‘190 Integrado’ é um passo importante para que se tenha  ainda mais agilidade nas respostas da Polícia Militar às ocorrências e a segurança pública em todo estado do Rio de Janeiro seja fortalecida.

Entidades privadas e pessoas físicas também podem se cadastrar para disponibilizar imagens de videomonitoramento e alertas de sensores, conforme lembra o secretário de Governo Bernardo Rossi.

– Embora o ofício tenha sido endereçado a prefeituras e câmeras de vereadores, outras instituições públicas e privadas, como também comerciantes e condomínios, podem aderir ao projeto, disponibilizando seus sistemas de videomonitoramento em áreas externas -, explica.

Os cadastros são submetidos à aprovação pela Diretoria de Infraestrutura e Tecnologia da Polícia Militar. Após a aprovação, um Termo de Cooperação é formalizado. As etapas do processo são feitas por e-mail. O prazo inicial de vigência do Termo de Cooperação é de 24 meses, podendo ser suspenso a qualquer tempo, ou prorrogado mediante novas avaliações técnicas.

As informações para o cadastro estão disponíveis no www.sepm.gov.br. Dúvidas podem ser esclarecidas junto à Diretoria de Infraestruturas e Tecnologia da Polícia Militar,  pelo e-mail [email protected].

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *