Secretaria da Mulher inicia segunda edição do Gerando o Futuro

Alunas vão receber uma bolsa-auxílio de até R$ 400
 
  A Secretaria de Políticas e Promoção da Mulher da Prefeitura do Rio realizou a aula inaugural da segunda edição do projeto Gerando o Futuro, nesta terça-feira (28/05), na Casa da Mulher Carioca Dinah Coutinho, em Realengo, na Zona Oeste. Durante os oito meses do projeto, as alunas irão receber bolsa-auxílio de R$ 400 e auxílio passagem.

A segunda edição vai oferecer um ciclo de práticas educativas de 28 encontros, onde as gestantes selecionadas terão acompanhamento de uma equipe multidisciplinar e suporte pedagógico. Os encontros serão nas Casas da Mulher Tia Doca, em Madureira, Casa da Mulher Carioca Dinah Coutinho, em Realengo, e na Sala Mulher Cidadã, em Sepetiba. As alunas vão aprender sobre os direitos e a saúde da mulher, aleitamento e cuidados com o bebê, geração de renda, alimentação saudável, desenvolvimento infantil até oito anos e o parto e pós-parto.

Para a secretária da Mulher, Lidiane de Paula, pensar em políticas públicas para as mães é promover um futuro justo para todos.

“O Gerando o Futuro promove a cidadania das gestantes da cidade do Rio. A gente entende que construir políticas públicas para as mulheres que são mães significa cuidar de toda a sociedade e contribuir com o desenvolvimento das famílias. É um projeto que tem o objetivo de transformar o presente e o futuro da nossa cidade”, afirma a secretária.

O Gerando o Futuro é um projeto da Secretaria da Mulher voltado para as gestantes da cidade do Rio de Janeiro em situação de vulnerabilidade, a partir de 14 anos, e tem como objetivo atuar na promoção da cidadania das futuras mamães que estejam em situação de vulnerabilidade. A primeira edição do projeto formou 65 gestantes da cidade do Rio. Nesta edição, o Gerando o Futuro terá a participação de 65 gestantes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *