São Gonçalo promove atividades voltadas à conscientização do autismo

O Espaço Saúde Não Pode Esperar, ligado à Secretaria de Saúde e Defesa Civil da Prefeitura de São Gonçalo, em parceria com o São Gonçalo Shopping, vai dedicar o mês de abril à inclusão e compreensão das pessoas autistas na sociedade, criando um ambiente inclusivo através de uma variedade de atividades. Com o nome “Valorize as Capacidades e Respeite os Limites”, o evento, que é em alusão ao Dia Mundial da Conscientização do Autismo, é aberto ao público em geral.

No Espaço Saúde Não Pode Esperar, durante todo o mês de abril, de segunda a sexta, das 10h às 17h, os responsáveis pelos autistas serão acolhidos e terão todos os serviços e programas da rede da Atenção Básica à disposição. Eles poderão se vacinar contra a gripe e coronavírus; fazer testes rápidos das infecções sexualmente transmissíveis (ISTs): sífilis, HIV e hepatites; teste rápido para detectar alteração na próstata (PSA), aferir pressão arterial e glicemia.

Ainda estarão disponíveis acupuntura (segundas e sextas), auriculoterapia (terças) e quiropraxia (quartas e quintas). No dia 8 de abril, a partir das 14h, haverá bordado a mão livre e, no dia 9 de abril, também a partir das 14h, terá Animafest – que oferecerá pinturas faciais e diversão com bolas para as crianças. Para a participação nos serviços, todos gratuitos, serão distribuídas senhas no dia do atendimento apenas para as mães atípicas.

Entre os dias 8 e 14 de abril, no hall do shopping, ao lado do Restaurante Outback, acontecerá o Projeto Feira Atípica Cultural. Os expositores são pessoas com deficiência ou seus familiares, oferecendo produtos artesanais e gastronomia. A feira é organizada pela Casa Atípica. No mesmo período, ao lado da feira, também haverá a ExpoTEAmar – mostra de artes com telas, desenhos e esculturas realizadas por pessoas neuro diversas.

A Casa Atípica é uma organização sem fins lucrativos, que funciona desde 1996, em Niterói. Idealizada por Emanuele Rocha, o principal objetivo do projeto é promover a inclusão social, além de oferecer uma rede de apoio, informação e tratamento multidisciplinar às crianças e adolescentes com deficiência.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *