São Gonçalo amplia pontos para cadastro do auxílio habitacional temporário

Município vai auxiliar famílias que ficaram desabrigadas com as chuvas

A Prefeitura de São Gonçalo deu início, nesta quarta-feira (15), ao cadastramento para o Auxílio Habitacional Temporário destinado às famílias que ficaram desabrigadas e estão com laudo de interdição da residência, por conta das fortes chuvas registradas na cidade na última semana. Somente na última segunda-feira (13), choveu quase 200 mm em pouco mais de uma hora no município, causando diversos deslizamentos de encostas. 

A Secretaria de Assistência Social está disponibilizando seis pontos (confira a lista abaixo) para a realização do cadastro. O atendimento será realizado das 9h às 17h. 

Para a realização do cadastro é necessário levar em um dos seis pontos os seguintes documentos: notificação da Defesa Civil que comprove a interdição da residência, o Número de Identificação Social (NIS), documento de propriedade ou posse do imóvel, documento de RG e CPF, certidão de nascimento ou casamento e dados da conta bancária. 

O auxílio habitacional será de R$ 600 e será concedido às famílias por um período de até 12 meses. Nos casos de pessoas que moram de aluguel, o benefício será concedido por três meses. A previsão é de que o benefício comece a ser pago no prazo máximo de 60 dias.

Locais de atendimento para o cadastro do Auxílio Habitacional Temporário: 

– Colégio Estadual Professora Luiza Honória do Prado –  Rua Waldir dos Santos, 64, Engenho Pequeno.

– PAB (Auxílio Brasil) – Rua Sá Carvalho, 1241, Brasilândia.

– Cras Venda da Cruz – Rua Dr. Porciúncula 395, Venda da Cruz, antigo 3º BI. 

– Cras Alcântara – Rua Oscar Lourenço, 632, Jardim Alcântara.

– Cras Arsenal – Avenida Eugênio Borges, s/n, Arsenal.

– Cras Neves – Rua Lenor, 108, Porto Velho

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *