23 de julho de 2024

TV Prefeito

Portal de notícias dos municípios com videos e entrevistas. Cobertura diária das cidades das regiões: Metropolitana, Serrana, Lagos, Norte, Noroeste, Médio Paraíba e Centro Sul do estado do Rio de Janeiro. O melhor da notícia está aqui.

Rio de Janeiro assume liderança ambiental das Américas em coalizão internacional de sustentabilidade

Estado foi eleito para vice-presidência da Regions4 durante Assembleia Geral da organização, na Casa G20

Sede das grandes conferências mundiais deste ano, o Rio de Janeiro recebeu nesta quarta-feira, 26/06, a Assembleia Geral 2024 da Regions4 na Casa G20, embaixada cultural do Governo do Estado em Ipanema. Durante a abertura do evento, o RJ tomou posse do cargo de vice-presidente das Américas da coalizão internacional que reúne governos subnacionais de todo o planeta. Ao integrar a presidência do grupo, o estado passa a liderar a pauta ambiental no continente.

– O Rio de Janeiro tem um longo e expressivo histórico de sediar debates para definição dos passos em direção ao desenvolvimento sustentável global. Mais de 30 anos após a Rio-92, alcançamos um posto de liderança em uma parceria tão importante como a Regions4. Este é um marco histórico para o Rio de Janeiro. Assumimos essa missão com muita determinação e seriedade – disse o governador Cláudio Castro.

A Regions4 representa 49 governos regionais de 22 países, em quatro continentes, e impulsiona progressos reais e localizados em matéria de alterações climáticas, biodiversidade e desenvolvimento sustentável. A Assembleia Geral deste ano, promovida em parceria com a Secretaria de Estado do Ambiente e Sustentabilidade, tem como tema “Regiões Capacitadas para Moldar um Futuro Sustentável, Justo e Resiliente” e visa promover um sistema da ONU que reconheça o papel fundamental dos governos locais na agenda sustentável.

– Os governos regionais têm a chave para a concretização do clima, da biodiversidade e da agenda de desenvolvimento sustentável, porque estão na linha da frente nos territórios, implementando políticas críticas e impulsionando ações tangíveis que têm um impacto direto nas comunidades e nos ecossistemas. A nossa inclusão no sistema das Nações Unidas como principais tomadores de decisão é vital para enfrentar os desafios globais de forma eficaz e alcançar os objetivos de desenvolvimento sustentável – afirmou a secretária-geral da Regions4, Natalia Uribe.

Na ocasião, o estado ainda assinou a Declaração Política do Rio de Janeiro, poderoso apelo para uma renovação do sistema das Nações Unidas que apoie cidades e regiões na construção de um amanhã sustentável.

– A Declaração do Rio de Janeiro é um passo importante para exigirmos o reconhecimento e a inclusão das cidades e regiões no diálogo com a ONU. O Governo do Rio de Janeiro está comprometido em promover uma transformação sustentável no estado, criando empregos e investindo em inovações e soluções baseadas na natureza. Nossa prioridade é promover uma harmonia entre o desenvolvimento econômico e a agenda ambiental – destacou o secretário de Estado do Ambiente e Sustentabilidade, Bernardo Rossi.

Pequenas mudanças, grande impacto: Assembleia Geral sustentável

Dando o exemplo, a Assembleia Geral deste ano, que acontece até a próxima sexta-feira (28/6) no estado do Rio de Janeiro, é um evento totalmente sustentável a partir da implementação de um projeto-piloto internacional, baseado na metodologia do governo do País Basco com as melhores práticas para reduzir a pegada de carbono. Assim, a assembleia incorporou uma série de iniciativas, como a utilização de zero plásticos, a minimização da impressão e o envolvimento ativo com produtores locais. Estes esforços demonstram um empenho na sustentabilidade, estabelecendo um novo padrão para eventos sustentáveis na Regions4.

– O projeto-piloto para eventos sustentáveis representa um passo significativo nos nossos esforços para melhorar a sustentabilidade dos eventos na Regions4. Com este projeto, mostramos o nosso empenho em reduzir os impactos ambientais e promover práticas responsáveis que podem abrir caminho para o futuro. Agora que estamos prestes a encerrar o ciclo da Presidência do País Basco, é um legado que deixamos à Regions4, para que continue a sua implementação em eventos futuros – afirmou o vice-ministro da Sustentabilidade Ambiental do País Basco, Aitor Aldasoro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *