Proteja BRT: prefeitura do Rio cria perfil nas redes para expor vândalos que destroem articulados

O prefeito do Rio, Eduardo Paes, anunciou, nesta sexta-feira, a criação de um perfil nas redes sociais para divulgar imagens de pessoas que vandalizam o BRT. No dia anterior, o prefeito utilizou a sua rede para expor indignação com um vídeo em que um homem depreda um ônibus do sistema.

O perfil, chamado de “Proteja o BRT”, já está disponível no Instagram, onde reuniu, em menos de uma hora, mais de 2.500 seguidores. No Twitter, o número é menor: 375 até a última atualização desta reportagem. Na descrição, em ambas as plataformas, o objetivo: “Perfil para desmascarar os inimigos do BRT. Denuncie aqui!”.

No post em que divulga o perfil de denúncia, o prefeito orienta a população a tirar foto ou gravar vídeo de quem destruir algum equipamento público e mandar o material por mensagem.

A iniciativa foi alvo de elogios, mas também de críticas nos comentários. Um dos internautas disparou: “Não seria mais fácil acabar com a impunidade ou invés de provocar um linchamento virtual?” Seria melhor usar sua influência política para pressionar o fim da impunidade?”. Outro ponderou que pode até ser bom, mas apresentou suas ressalvas: “A ideia não é ruim, mas é preciso investigação e julgamento profissional antes de punir qualquer pessoa, seja qual for o castigo/pena.”

Há quem defenda a exposição dos que depredam os equipamentos públicos. A subprefeita de Jacarepaguá, Thalita Galhardo, comentou: “Ideia sensacional!!!”. Um perfil de divulgação de estilo de vida carioca fez coro: “Muito bom!!!”.

Nesta quinta-feira, o prefeito já havia publicado uma postagem em que manifestou irritação com imagens de um homem depredando o retrovisor de uma composição do BRT. Para legendar o vídeo, ele escreveu: “Mais um imbecil destruindo o patrimônio dos cariocas. Esse se deu mal e nossos agentes do BRT Seguro conseguiram prendê-lo. As câmeras de segurança nas estações e o programa BRT Seguro nos ajudam no combate a esse vandalismo mas precisamos da colaboração da população. Lembrando: o dono do BRT é você, cuide!”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *