22 de julho de 2024

TV Prefeito

Portal de notícias dos municípios com videos e entrevistas. Cobertura diária das cidades das regiões: Metropolitana, Serrana, Lagos, Norte, Noroeste, Médio Paraíba e Centro Sul do estado do Rio de Janeiro. O melhor da notícia está aqui.

Praia dos últimos dois ataques de tubarões no PE tem o segundo maior número de incidentes do estado

A praia onde dois adolescentes foram atacados num espaço de 24 horas nesta semana é uma das mais perigosas do estado, aponta o Comitê Estadual de Monitoramento de Incidentes com Tubarões (Cemit), órgão ligado ao governo estadual de Pernambuco.

Em seu monitoramento, o grupo já registrou 74 ataques de tubarão de 1992 a agosto do ano passado. Destes, 26 resultaram na morte da vítima. Desses, 24 foram na Praia de Boa Viagem, em Recife; e 21 em na Praia de Piedade, em Jaboatão dos Guararapes, onde os dois adolescentes foram feridos. Além disso, ambos estavam na faixa de areia próximo à igreja, local onde houve 14 desses 21 ataques em Piedade.

Na segunda-feira, uma adolescente de 15 anos teve parte do braço amputado. Na véspera, a apenas um quilômetro dali, um menino de 14 anos teve sua perna direita amputada. Esses são dois dos três casos já registrados em 2023 — que ainda não entraram na contagem oficial do comitê. O terceiro foi no dia 20 de fevereiro, quando um surfista foi mordido em Olinda, também no Grande Recife. Ele recebeu alta após passar 10 dias no Hospital da Restauração.

Ainda de acordo com o comitê, 64 aconteceram no continente e 10 no arquipélago de Fernando de Noronha. Em geral, as vítimas sobrevivem (26 morreram) e os casos aumentam fora do verão. Os meses de maio, junho, julho e agosto juntos somam 29 incidentes, o que corresponde a 43,3% dos registros ocorridos no continente.

Já o dado dos municípios onde ocorrem os maiores números de ataques também é desproporcional. Enquanto a capital Recife e Jaboatão dos Guararapes computam 52 incidentes, a outra ponta da lista conta com Paulista e Goiana, com um caso cada.

Ainda de acordo com o Cemit, foram registrados apenas cinco casos em que as vítimas eram mulheres. Além disso, em 45 casos a vítima tinha entre 14 e 25 anos e em 22 estavam na faixa de 26 a 59 quando o incidente aconteceu.

Uma plataforma sobre ataques de tubarões no mundo do Museu de História Natural da Flórida mostra o Brasil em quarto lugar, com 111 casos desde 1580. Os Estados Unidos, que lideram o ranking, totalizam 1.604 episódios. Os registros internacionais, no entanto, divergem do Cemit, e apontam que Pernambuco possui 62 ocorrências desde 1931.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *