14 de julho de 2024

TV Prefeito

Portal de notícias dos municípios com videos e entrevistas. Cobertura diária das cidades das regiões: Metropolitana, Serrana, Lagos, Norte, Noroeste, Médio Paraíba e Centro Sul do estado do Rio de Janeiro. O melhor da notícia está aqui.

Polônia x Brasil na Liga das Nações de Vôlei Masculino 2024: onde assistir e horário

A campanha de altos e baixos na fase classificatória, com seis vitórias e seis derrotas, precisa ficar para trás. Nesta quinta-feira (27), às 15h (de Brasília), o Brasil entrará em quadra nas quartas de final da Liga das Nações masculina de vôlei (VNL). Vai encarar a Polônia, que é líder do ranking mundial e receberá o apoio da torcida na cidade de Lódz. A partida terá transmissão do sportv2 e acompanhamento em tempo real do ge.

 

Atual campeã da Liga das Nações, a Polônia passou por cima do Brasil nas quartas do ano passado. Vitória polonesa por 3 sets a 0, que não foi esquecida pela seleção verde e amarela:

– Todos esperam uma bela partida. Conhecemos muito bem os jogadores deles, assim como conhecem os nossos. Vamos buscar a revanche do ano passado. Estamos todos otimistas e nos preparamos muito bem para o jogo – disse o central Flávio, segundo melhor bloqueador da Liga das Nações masculina de 2024, com 30 pontos no fundamento.

Apesar do desejo de se recuperar da queda nas quartas de 2023, o Brasil já superou a Polônia na VNL deste ano. Com grande atuação de Leal, os comandados de Bernardinho conseguiram crescer em momentos importantes da partida e venceram por 3 sets a 1. Foi uma das duas derrotas polonesas na fase classificatória (a outra aconteceu em duelo com a Eslovênia).

– A Polônia tem bons atacantes de extremidades: Kurek, León, Semeniuk. É um time com ataque muito potente. Nosso saque precisa funcionar, para dificultar a recepção deles e facilitar nosso trabalho de bloqueio. Ainda precisamos tocar no máximo de bolas possível, seja no bloqueio ou na defesa, e ganhar contra-ataques – projetou Flávio.

Técnico do Brasil, Bernardinho já enfrentou a Polônia diversas vezes. Em conversa com o ge, afirmou que as quartas estão em aberto, mas rasgou elogios aos adversários desta quinta:

– Há tradição nessa disputa. Quando eu cheguei, em 2001, já era um dos confrontos mais temidos, difíceis. Os poloneses sempre com uma equipe qualificadíssima. Eles têm um grupo muito forte, não são só alguns jogadores. O voleibol é popular na Polônia. O país tem uma liga que cresceu e fez com que o nível da seleção aumentasse também.

Bernardinho relacionou 14 jogadores para as quartas de final. Bruninho, que perdeu algumas partidas da VNL por conta de um estiramento na panturrilha esquerda, estará à disposição. Entre os atletas que acompanham a delegação brasileira, só Brasília, Arthur Bento e Judson foram deixados de fora do confronto eliminatório.

Vale lembrar que, depois da Liga das Nações masculina, Brasil e Polônia voltarão a se enfrentar nas Olimpíadas de Paris. As duas seleções estarão no Grupo B, ao lado de Itália e Egito.

Polônia x Brasil: onde assistir e horário

  • Data: quinta-feira, 27 de junho
  • Horário: 15h (de Brasília)
  • Local: Lódz, Polônia
  • Onde assistir: sportv2 transmite, e ge acompanha em tempo real

 

Jogadores relacionados para Polônia x Brasil

 

Levantadores:

  • Bruninho
  • Cachopa

 

Opostos:

  • Alan
  • Darlan

 

Ponteiros:

  • Adriano
  • Leal
  • Lucarelli
  • Lukas Bergman
  • Mauricio Borges

 

Centrais:

  • Flavio
  • Isac
  • Lucão

 

Líberos:

  • Honorato
  • Thales

 

Três atletas inscritos na Liga das Nações ficarão fora da partida contra a Polônia, mas estarão à disposição de Bernardinho para os possíveis compromissos seguintes:

  • Brasília – Levantador
  • Arthur Bento – Ponteiro
  • Judson – Central

 

Lukas Bergmann em ação na Liga das Nações masculina de vôlei — Foto: Volleyball World

Calendário completo da VNL Masculina (horário de Brasília):

 

PRIMEIRA SEMANA

21 de maio

  • Bulgária 0 x 3 França – Antália, Turquia
  • Turquia 1 x 3 Canadá – Antália, Turquia
  • Argentina 1 x 3 Japão – Rio de Janeiro, Brasil
  • Cuba 3 x 1 Brasil – Rio de Janeiro, Brasil

 

22 de maio

  • Holanda 2 x 3 Eslovênia – Antália, Turquia
  • Estados Unidos 0 x 3 Polônia – Antália, Turquia
  • Alemanha 0 x 3 Itália – Rio de Janeiro, Brasil
  • Irã 1 x 3 Sérvia – Rio de Janeiro, Brasil

 

23 de maio

  • Eslovênia 3 x 1 França – Antália, Turquia
  • Canadá 1 x 3 Polônia – Antália, Turquia
  • Turquia 2 x 3 Holanda – Antália, Turquia
  • Cuba 3 x 1 Alemanha – Rio de Janeiro, Brasil
  • Japão 3 x 0 Sérvia – Rio de Janeiro, Brasil
  • Argentina 2 x 3 Brasil – Rio de Janeiro, Brasil

 

24 de maio

  • Bulgária 0 x 3 Canadá – Antália, Turquia
  • França 3 x 0 Estados Unidos – Antália, Turquia
  • Holanda 0 x 3 Polônia – Antália, Turquia
  • Cuba 2 x 3 Japão – Rio de Janeiro, Brasil
  • Irã 0 x 3 Itália – Rio de Janeiro, Brasil
  • Sérvia 1 x 3 Brasil – Rio de Janeiro, Brasil

 

25 de maio

  • Eslovênia 3 x 2 Canadá – Antália, Turquia
  • Turquia 1 x 3 França – Antália, Turquia
  • Bulgária 3 x 1 Estados Unidos – Antália, Turquia
  • Japão 1 x 3 Itália – Rio de Janeiro, Brasil
  • Argentina 3 x 1 Alemanha – Rio de Janeiro, Brasil
  • Cuba 3 x 1 Irã – Rio de Janeiro, Brasil

 

26 de maio

  • Eslovênia 3 x 0Polônia – Antália, Turquia
  • Brasil 2 x 3 Itália – Rio de Janeiro, Brasil
  • Turquia 1 x 3 Estados Unidos – Antália, Turquia
  • Bulgária 1 x 3 Holanda – Antália, Turquia
  • Sérvia 0 x 3 Alemanha – Rio de Janeiro, Brasil
  • Irã 2 x 3 Argentina – Rio de Janeiro, Brasil

 

SEGUNDA SEMANA

4 de junho

  • Alemanha 0 x 3 Brasil – Fukuoka, Japão
  • Polônia 3 x 1 Bulgária – Fukuoka, Japão
  • Irã 0 x 3 Japão – Fukuoka, Japão
  • Argentina 0 x 3 Estados Unidos – Ottawa, Canadá
  • Canadá 3 x 1 Cuba – Ottawa, Canadá

 

5 de junho

  • Eslovênia 3 x 0 Turquia – Fukuoka, Japão
  • Alemanha 2 x 3 Japão – Fukuoka, Japão
  • Sérvia 3 x 0 Holanda – Ottawa, Canadá
  • França 3 x 2 Itália – Ottawa, Canadá

 

6 de junho

  • Irã 1 x 3 Brasil – Fukuoka, Japão
  • Bulgária 1 x 3 Alemanha – Fukuoka, Japão
  • Polônia 3 x 0 Turquia – Fukuoka, Japão
  • Cuba 1 x 3 Holanda – Ottawa, Canadá
  • Estados Unidos 0 x 3 Itália – Ottawa, Canadá
  • Canadá 1 x 3 Argentina – Ottawa, Canadá

 

7 de junho

  • Bulgária 3 x 2 Irã – Fukuoka, Japão
  • Brasil 2 x 3 Eslovênia – Fukuoka, Japão
  • Japão 0 x 3 Polônia – Fukuoka, Japão
  • Cuba 1 x 3 Itália – Ottawa, Canadá
  • França 3 x 1 Holanda – Ottawa, Canadá
  • Estados Unidos 3 x 1 Sérvia – Ottawa, Canadá

 

8 de junho

  • Turquia 3 x 1 Irã – Fukuoka, Japão
  • Polônia 1 x 3 Brasil – Fukuoka, Japão
  • Japão 3 x 1 Eslovênia – Fukuoka, Japão
  • Cuba 3 x 2 França – Ottawa, Canadá
  • Canadá 3 x 1 Estados Unidos – Ottawa, Canadá
  • Sérvia 2 x 3 Argentina – Ottawa, Canadá

 

9 de junho

  • Turquia 2 x 3 Alemanha – Fukuoka, Japão
  • Bulgária 0 x 3 Eslovênia – Fukuoka, Japão
  • Itália 3 x 0 Holanda – Ottawa, Canadá
  • Argentina 2 x 3 França – Ottawa, Canadá
  • Canadá 1 x 3 Sérvia – Ottawa, Canadá

 

TERCEIRA SEMANA

18 de junho

  • Holanda 1 x 3 Brasil – Manila, Filipinas
  • Canadá 3 x 2 Japão – Manila, Filipinas
  • Bulgária 3 x 1 Turquia – Liubliana, Eslovênia
  • Eslovênia 3 x 0 Argentina – Liubliana, Eslovênia

 

19 de junho

  • Alemanha 3 x 1 França – Manila, Filipinas
  • Irã 3 x 2 Estados Unidos – Manila, Filipinas
  • Cuba 2 x 3 Sérvia – Liubliana, Eslovênia
  • Itália 0 x 3 Polônia – Liubliana, Eslovênia

 

20 de junho

  • Alemanha 0 x 3 Canadá – Manila, Filipinas
  • Irã 3 x 2 Holanda – Manila, Filipinas
  • Brasil 2 x 3 Estados Unidos – Manila, Filipinas
  • Turquia 0 x 3 Argentina – Liubliana, Eslovênia
  • Bulgária 0 x 3 Itália – Liubliana, Eslovênia
  • Cuba 2 x 3 Eslovênia – Liubliana, Eslovênia

 

21 de junho

  • Irã 0 x 3 França – Manila, Filipinas
  • Canadá 3 x 0 Brasil – Manila, Filipinas
  • Holanda 3 x 0 Japão – Manila, Filipinas
  • Argentina 0 x 3 Polônia – Liubliana, Eslovênia
  • Bulgária 0 x 3 Cuba – Liubliana, Eslovênia
  • Turquia 1 x 2 Sérvia – Liubliana, Eslovênia

 

22 de junho

  • Alemanha 1 x 3 Estados Unidos – Manila, Filipinas
  • Canadá 3 x 2 Holanda – Manila, Filipinas
  • França 2 x 3 Japão – Manila, Filipinas
  • Bulgária 0 x 3 Argentina – Liubliana, Eslovênia
  • Sérvia 2 x 3 Polônia – Liubliana, Eslovênia
  • Eslovênia 3 x 0 Itália – Liubliana, Eslovênia

 

23 de junho

  • Alemanha 3 x 0 Irã – Manila, Filipinas
  • França 3 x 2 Brasil – Manila, Filipinas
  • Japão 3 x 0 Estados Unidos – Manila, Filipinas
  • Cuba 0 x 3 Polônia – Liubliana, Eslovênia
  • Turquia 1 x 3 Itália – Liubliana, Eslovênia
  • Sérvia 2 x 3 Eslovênia – Liubliana, Eslovênia

 

FASE FINAL

Quartas:

27 de junho

  • Japão x Canadá – 12h – Lódz, Polônia
  • Polônia x Brasil – 15h – Lódz, Polônia

 

28 de junho

  • Itália x França – 12h – Lódz, Polônia
  • Eslovênia x Argentina – 15h – Lódz, Polônia

 

Semifinais:

  • 29 de junho (Lódz, Polônia)

 

Disputa pelo 3º lugar e final:

  • 30 de junho (Lódz, Polônia)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *