PF em atuação conjunta com a Receita Federal prende homem com 29 carregadores de fuzil

Na tarde desta terça-feira, 14/11, a Polícia Federal e a Receita Federal (RFB) deflagraram uma operação para investigar possível organização criminosa responsável pelo tráfico internacional de armas de fogo e acessórios para o território brasileiro, no município do Rio de Janeiro.

Na ação de hoje, um homem foi preso em flagrante – no bairro de Vargem Grande, na Zona Oeste – logo após receber uma encomenda oriunda da Polônia que continha 29 carregadores de alta capacidade destinados a fuzis modelo AK-47, os quais foram declarados de maneira fraudulenta como forma de burlar a fiscalização aduaneira. Os acessórios de fuzil foram introduzidos no Brasil por meio postal – através do Aeroporto do Galeão – e tinham como provável destino comunidades do Rio de Janeiro, onde atuam facções criminosas.

Policiais federais também cumpriram um mandado de busca e apreensão na residência do preso. A investigação – iniciada após servidores da Receita Federal da Alfândega do Galeão constatarem a fraude na declaração das mercadorias – prossegue a fim de identificar e prender outros integrantes da organização criminosa em questão.

A operação foi fruto de uma cooperação que envolveu, além da PF e RFB, os Correios, o GAECO/MPF, a Força Aérea Brasileira (FAB) e a Força Tarefa Internacional de Combate ao Tráfico de Armas e Munições (FICTA).

O alvo da operação já ostentava diversas passagens pelos crimes de associação ao tráfico de drogas, porte ilegal de arma, lesão corporal e ameaça, além de já ter sido preso anteriormente por ligações com criminosos de uma comunidade localizada na Zona Norte do Rio de Janeiro. Após sua prisão na tarde de hoje, ele responderá por tráfico internacional de acessórios para armas de fogo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *