Ministério da Justiça recebe mais de 100 mil denúncias contra golpistas

Ministério da Justiça e Segurança Pública recebeu 102.407 e-mails com denúncias relacionadas aos atos golpistas de 8 de janeiro. As denúncias foram feitas por 27.457 pessoas diferentes, que enviaram anexos e links para colaborar com as investigações.

O balanço foi feito pelo Ministério da Justiça e o detalhamento das informações foi obtido em primeira mão pelo blog, que não teve acesso ao teor das denúncias. A identidade de alguns dos suspeitos de envolvimento nos ataques foi mantida sob sigilo para não atrapalhar as investigações.

Depois de coletadas pelo ministério, as informações são repassadas para a Polícia Federal, que é responsável por, eventualmente, abrir investigações contra os citados.

Os dados divulgados pelo Ministério da Justiça revelam que a maior parte das denúncias foi feita contra autoridades públicas: são 7.003 mensagens com informações sobre o possível envolvimento de governadores, prefeitos, deputados e vereadores.

Entre os parlamentares mencionados estão o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL-SP), citado em 105 mensagens, e o vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ), cujo nome aparece em 50 e-mails; o ministério não divulgou informações sobre o contexto em que eles foram mencionados. O blog entrou em contato com os gabinetes de Eduardo e de Carlos, mas não teve retorno até a publicação deste texto.

Também foram recebidos 5.582 e-mails com relatos sobre suposta participação de militares da Marinha, do Exército e da Aeronáutica, de diferentes patentes. Outras 3.707 denúncias foram feitas contra possíveis organizadores de caravanas e 2.696 contra supostos financiadores dos atos de vandalismo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *