Mangaratiba tem sua 1ª Conferência Municipal de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência

O Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência (COMPED) e a Prefeitura de Mangaratiba, através da Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos, realizaram nesta segunda-feira (30) a 1ª Conferência Municipal de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência. O evento foi realizado no Centro de Convenções Condomínio Condado Aldeia dos Reis, no Sahy, e teve como objetivo discutir políticas públicas voltadas às pessoas com deficiência. O secretário da pasta, Edu Jordão, o presidente do COMPED, Evando Luiz de Oliveira e os vereadores Emilson da Farmácia e Aristides Barcelos prestigiaram o encontro.
Com o tema “Cenário atual e futuro na implementação dos direitos da pessoa com deficiência: Construindo um Brasil mais inclusivo”, o evento contou com cinco eixos temáticos que foram debatidos pelos participantes: I – Estratégias para manter e aprimorar o controle social assegurando a participação das pessoas com deficiência; II – Garantia do acesso das pessoas com deficiência às políticas públicas e avaliação biopsicossocial unificada; III – Financiamento da promoção de direitos da pessoa com deficiência; IV – Cidadania e Acessibilidade; e V – Os desafios para a comunicação universal. Também foram eleitos os delegados para a Conferência Estadual.
A Conferência também contou com palestras da representante do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência do Rio de Janeiro, neuropsicopedagoga e Miss Cadeirante, Lu Rufino, e do atleta paraolímpico e membro do Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Flávio Rossini, que abordaram suas trajetórias de vida. Também foram realizadas as apresentações de dança do grupo Dancing Down e de Louise Couto. O aluno da rede pública, Thiago Santos, autista não verbal até os 5 anos, se apresentou com a música “Nada de Nós, sem nós”.
Para Marcia Cristina Silvestres, mãe dos gêmeos José Mauro, autista e deficiente visual, e Caio, deficiente visual unilateral e portador de deficiência congênita, o evento foi histórico.
“Pela primeira vez tivemos a possibilidade de debater sobre a inclusão e expor as necessidades e o nosso ponto de vista, o que é primordial para que eles possam levar uma vida normal dentro da patologia deles”.
A Conferência também contou com a participação da vice-presidente do COMPED de Mangaratiba, Viviane Souza e demais conselheiros, da presidente o COMPED de Angra dos Reis, Rita de Fátima, das subsecretárias Adriana Dahan (Assistência Social), Luciana Thurler (Terceira Idade e Envelhecimento Saudável) e Lidiane Hilário (Educação).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *