Macaé é polo de projetos de geração de energia limpa

Macaé se consolida como a principal referência nacional no desenvolvimento de projetos voltados à produção energética, não apenas através do petróleo e gás, mas também por fontes renováveis. O município já se prepara para ser a base de produção de turbinas para geração de energia através do fluxo d’água horizontal, projeto desenvolvido pela empresa John Cockerill, apresentado nesta sexta-feira (6) ao prefeito Welberth Rezende, junto aos secretários de Desenvolvimento Econômico, Rodrigo Vianna, e do Ambiente, Juninho Luna.

Com capacidade de produzir cerca de 2 megawatts de energia, o protótipo patenteado por empresa brasileira passará pela fase de teste de torque ainda neste mês no Rio Macaé, com autorização do Instituto Estadual do Ambiente (INEA). Análises também serão feitas por pesquisadores da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

“Somos de fato a cidade que propõe a discussão de projetos que promovem a transição energética, criados por profissionais e empresas que se dedicam à inovação e à sustentabilidade. E o mais importante, essas turbinas serão produzidas em Macaé, estabelecendo um novo perfil do nosso desenvolvimento econômico”, ressaltou o prefeito.

A turbina terá a capacidade de produzir 100% de energia limpa, uma proposta que já desperta o interesse de empresas internacionais na África e em Portugal. A fase de montagem e produção também contará com componentes e materiais fabricados por empresas belgas, como a Sika.

“A parceria com a prefeitura é fundamental para viabilizar a produção deste projeto em nossa base em Macaé. Iniciaremos neste mês a fase de testes e a nossa expectativa é que as turbinas estejam disponíveis ao mercado até dezembro”, afirmou Marcelo Amado, gerente da unidade Macaé da John Cockerill.

A apresentação do protótipo da turbina também contou com a participação de Hudson Azevedo, coordenador comercial para o segmento de óleo e gás da Sika.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *