Inglaterra identifica navio de guerra holandês do século VXII no fundo do mar

Um importante navio de guerra holandês foi identificado, no fundo do mar da Inglaterra, depois de 350 anos desaparecido. Batizada de “Klein Hollandia”, a embarcação do século VXII participou de todas as grandes batalhas da segunda guerra anglo-holandesa, quando os dois países disputavam o controle das rotas marítimas.

Apesar de ter sido descoberto em 2019, só no final do ano passado cientistas e arqueólogos conseguiram confirmar a identidade do objeto histórico, com a ajuda de mergulhadores.

O desaparecimento do Klein Hollandia ficou conhecido como “o naufrágio desconhecido no largo de Eastbourne”. O navio, que estava a 32 metros da superfície desde 1672, foi reconhecido graças a amostras de madeira, canhão, ladrilhos de mármore italiano e peças de cerâmica também provenientes da Itália, recolhidos pela equipe de mergulho.

Com o material, foi possível realizar pesquisas de arquivo e análise dendrocronológica, isto é, um estudo dos anéis de árvores dos pedaços de madeira. As buscas foram comandadas pelo Historic England, órgão do governo britânico voltado à preservação da história inglesa, em parceria com a Agência do Patrimônio Cultural da Holanda e a Sociedade de Arqueologia Náutica.

— A identificação do Klein Hollandia oferece um vislumbre do século XVII, nos dando a chance de aprender mais sobre a história marítima desse período e descobrir tesouros que estão submersos há centenas de anos — afirmou o ministro das Artes e do Patrimônio do Reino Unido, Lord Parkinson.

O naufrágio foi detectado pela primeira vez como uma anomalia no fundo do mar, durante uma pesquisa hidrográfica em 2015. Quatros anos depois, em 2019, o operador de mergulho local, David Ronnan, descobriu que, na verdade, tratava-se de um um naufrágio.

— Descobrir a história do navio de guerra Klein Hollandia abre outro capítulo fascinante na já rica história marítima compartilhada entre o Reino Unido e a Holanda — opina Duncan Wilson, chefe-executivo da Historic England.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *