Idosa empurrada por homem no Leme afirma que sofre efeitos de queda: ‘dor no corpo e na cabeça’

A idosa que foi empurrada por um homem em uma calçada da Rua Gustavo Sampaio, no Leme, na Zona Sul do Rio, no último sábado (25), ainda sofre com dores causadas pela queda.

“Eu estou nervosa. Não entendo mais nada, não sei o que está acontecendo. Eu estou muito mal, com dor no corpo e na cabeça”, afirmou Ornélia Aurora, de 77 anos.

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra o momento em que Ornélia é abordada e empurrada. Ele parece estar segurando um pacote de balas e fala alguma coisa com ela, que se esquiva para ir embora.

Insatisfeito, ele dá um empurrão no braço da mulher, que cai entre cadeiras e galões de um estabelecimento. Ainda gesticulando na direção dela, ele vai embora. Ela teve ferimentos leves.

“Quando acontece isso com uma pessoa de 77 anos, é de se esperar que seja muito grave. E já tem um histórico no bairro. No ano passado, uma senhora, com idade próxima a dela, faleceu em uma dinâmica semelhante. Foi abordada por um pedinte, foi empurrada e faleceu”, disse Rodrigo Pacheco, filho de Ornélia.

A família da idosa e vizinhos acionaram a Polícia Militar, que ofereceram apoio à vítima e começaram a buscar pelo suspeito, que seria um homem em situação de rua, nas redondezas.

Horas depois, já na madrugada de domingo, ele foi detido por policiais militares do 19º BPM (Copacabana), na Praça do Lido.

O homem foi levado para a 12ª DP (Copacabana), onde foi autuado por lesão corporal e liberado. Ele vai responder pelo crime em liberdade.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *