Handebol de areia em Paris-2024: entenda como funciona e quem vai participar da exibição

Criado no fim da década de 80, o handebol de praia é uma das novidades em Paris 2024. Embora a modalidade na areia ainda não seja considerada olímpica, o esporte contará com um torneio de exibição reunindo os melhores jogadores do mundo durante as Olimpíadas da capital francesa. Maior medalhista em mundiais, o Brasil chega como uma das estrelas da competição. Entenda mais sobre o jogo e saiba como será a disputa.

Nas últimas edições olímpicas tem sido comum a realização de torneios de exibição de novos esportes, que ainda não integrem o calendário dos Jogos. O evento de apresentação do handebol de praia é parte de uma parceria entre a organização de Paris 2024 e a Federação Internacional de Handebol. A disputa será acompanhada por uma série de comemorações que vão incluir a passagem da chama olímpica, transmissões ao vivo de jogos entre outras programações gratuitas, em Cretéil, na França.

Brasil no handebol de areia
Apesar do handebol de praia não figurar entre os esportes mais populares em terras verde e amarelas, o Brasil lidera o ranking de medalhas dos mundiais da modalidade. O país soma oito ouros no total, com cinco no masculino e três no feminino, além de três pratas e três bronzes.

Veja os atletas brasileiros nos times de nacionalidades mistas:

Feminino:
Patricia Scheppa
Carolina Pires Militao
Renata da Silva Santiago
Nathalie Souza Guedes de Sena

Masculino:

Gil Vicente de Paes
Bruno Carlos de Oliveira
Thiago de Oliveira Barcelos

Como será a competição em Paris
O torneio de exibição será realizados nos dias 27, 28 e 29 de julho, na Maison du Handball, em Créteil, a 20 km do Estádio Olímpico. As seis equipes serão comandadas por medalhistas do esporte, como a argentina Letícia Brunati, que conquistou o ouro nos Jogos da Juventude de 2018.

Durante três dias, três equipes com estrelas de nacionalidades mistas do handebol mundial e uma da seleção francesa vão brigar pela vitória, tanto no feminino, quanto no masculino. No total, serão 64 atletas na competição entre os melhores do mundo, sendo 32 homens e 32 mulheres.

Países participantes
Ao todo, os melhores jogadores de 18 países vão compor os times do torneio de Paris. São eles: Alemanha, Argentina, Brasil, Catar, China, Croácia, Dinamarca, Espanha, Estados Unidos, França, Grécia, Holanda, Hungria, Irã, Noruega, Polônia, Portugal e Uruguai.

Da criação às Olimpíadas
Com um cenário completamente diferente do handebol tradicional, as primeiras regras para a versão na areia foram estabelecidas em 1990, baseadas nas marcações da quadra do vôlei de praia. Nos anos 2000, o esporte foi reconhecido pela Federação Europeia de Handebol, chegando ao nível global em 2004, com o primeiro Mundial da categoria, no Egito. Em 2018 a modalidade estreou nas arenas olímpicas dos Jogos da Juventude de Buenos Aires, e finalmente será apresentada durante as Olimpíadas em julho de 2024.

Quadra x Praia
Para quem está acostumado a assistir às disputas do handebol de quadra, não é tão difícil entender a dinâmica na praia, já que os movimentos são parecidos, mas vale dizer que tanto as regras, como a contagem de pontos são bem diferentes. A troca da chão duro pela areia fofa implica em uma aterrissagem mais suave da bola, para começar. Se na quadra coberta o contato físico é quase obrigatório, na praia, o encontro entre oponentes é evitado ao máximo.

Número de jogadores

Até dez jogadores podem ser relacionados por partida, mas somente quatro ficam em quadra.

Contagem do tempo e pontos

Uma partida de handebol de praia tem dois tempos de 10 minutos, com um intervalo de cinco entre eles. A contagem de gols é separada por período, e vencer um tempo significa somar um ponto, como um set de vôlei.

Empate

Se o empate acontecer durante um dos tempos, a decisão é feita pelo “Golden Goal”, ou seja, a equipe que fizer o primeiro gol leva a parcial. No entanto, se ao fim de dois tempos, o placar estiver em 1 a 1, a vitória da partida será decidida de maneira semelhante à cobrança de pênaltis, do futebol. Ou seja, cinco jogadores de cada equipe precisam acertar tiros de 6 metros, enfrentando o goleiro.

Gols de 2 pontos

Na versão de areia do handebol, há três situações que podem valer dois pontos: gols em que o jogador controle a bola no ar, tiros de seis metros e gols de goleiro.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *