Governo do Estado e gigante chinesa Yadea assinam carta de intenção para instalação de complexo industrial no estado

Iniciativa contribuirá para a criação de um polo tecnológico e geração de três mil empregos no Rio de Janeiro

 
O governo do Rio de Janeiro e a gigante chinesa Yadea assinaram carta de intenção para a instalação de um complexo industrial e tecnológico no estado, o primeiro no Brasil, destinado à fabricação de motocicletas, scooters, patinetes, bicicletas e outros veículos de duas rodas no estado. A iniciativa criará um novo polo tecnológico no estado, contribuindo para a geração de três mil novos postos de trabalho para os fluminenses.
 
– O Rio de Janeiro se tornou destino natural de grandes investimentos. Temos, hoje, mais de R$ 107 bilhões em investimentos públicos e privados em andamento, e isso é resultado da responsabilidade fiscal e do ambiente de negócios, estável e juridicamente seguro, que estabelecemos no estado – afirmou o governador Cláudio Castro.
 
A Yadea é líder global no desenvolvimento e fabricação de veículos elétricos de duas rodas. A montadora já vendeu produtos para 60 milhões de usuários, em mais de 100 países, e possui uma rede de mais de 40 mil lojistas em todo o mundo. A companhia é responsável por 31% de todas as motos elétricas produzidas na China, país com mais de 1 bilhão de habitantes. 
 
– Assim que soubemos do desejo da Yadea de ter uma fábrica no Brasil, iniciamos os primeiros contatos para que investissem no Estado do Rio. Uma das possibilidades para a instalação da planta é a cidade de Três Rios, por suas já conhecidas características logísticas e geográficas, que favorecem as indústrias – conta o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços, Vinicius Farah.
 
Segundo o representante da Yadea, Zhou Ke, a implantação do complexo industrial certamente atrairá outras empresas para o estado.
 
– Nossa intenção é trazer fornecedoras de peças e materiais para reduzir custos e apoiar as operações da nossa fábrica no Rio de Janeiro – afirmou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *