Fortes chuvas no Rio Grande do Sul deixam oito mortos e 21 desaparecidos

Diversas cidades gaúchas sofrem com a nova onda de chuvas que atinge o estado desde a última segunda-feira (29). Até o momento, foram registradas oito mortes e 21 desaparecimentos no estado. Diversas imagens e vídeos circulam nas redes sociais, mostrando diversos estragos causados pelos temporais.

De acordo com a Defesa Civil do estado, as vítimas são das cidades de Paverama (dois homens, de 65 e 69 anos), Pentano Grande (um homem de 59 anos), Itaara (uma mulher de 48 anos), Encantado (uma mulher de 45 anos), Salvador do Sul (um homem de 47 anos), Segredo (um homem de 62 anos), Santa Maria (uma idosa de 85 anos).

Os 21 desaparecidos, por outro lado, são das cidades de Roca Sales (4), Candelária (8), Encantado (6), São Vendelino (2), Salvador do Sul (1).

 

Uma das imagens mais impressionantes foi um vídeo da prefeita de Santa Tereza, Gisele Caumo (PTB), que fazia um alerta para a população quando uma ponte que passava pelo rio Taquari desabou.

“Nós estamos tentando resolver. É claro que, além de tudo, continua chovendo, o que dificulta. Nós estamos com nossas equipes trabalhando há bastante tempo. Peço cuidado, cautela, principalmente nos deslocamentos. Nós estamos trabalhando para resolver a situação”, dizia Gisele no momento do desabamento.

Por conta das fortes chuvas que afetam o estado, o governador Eduardo Leite (PSDB), pediu ajuda ao Governo Federal para ações de resgate. Em pronunciamento, o presidente Lula (PT) informou que atendeu aos pedidos feitos pelo político gaúcho.

“Conversei por telefone com o governador gaúcho Eduardo Leit, e coloquei o governo federal à disposição do Rio Grande do Sul que novamente sofre com as fortes chuvas. Falei com os ministérios da Integração, da Defesa e com o ministro Paulo Pimenta e, no que for necessário, governo federal irá se somar aos esforços do governo estadual e prefeituras para atravessarmos e superarmos mais esse momento difícil, reflexos das mudanças climáticas que afetam o planeta”, publicou.

A Força Aérea Brasileira está atuando em ações de resgate. Em um vídeo divulgado pelos militares, é possível ver uma idosa sendo resgatada com o auxílio de um helicóptero.

“Em uma das ações de apoio, a FAB resgatou uma família que estava ilhada em uma casa com risco de desabamento (água entrando na casa), a qual foi içada e transportada da região de Candelária até Santa Cruz”, disse a FAB em nota.

 

No segundo semestre do ano passado, enchentes provocadas por fortes chuvas fizeram transbordar o Rio Taquari, em uma das piores cheias em décadas e deixaram um rastro de destruição, perdas materiais e cerca de 50 mortes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *