Falhas na rede elétrica afetam abastecimento de água de 11 municípios da Região Metropolitana do Rio

O abastecimento de água de 11 municípios da Região Metropolitana do Rio foi afetado nesta segunda-feira, por uma falha na rede elétrica de estações de tratamento de água da Cedae. Por meio das redes sociais, a empresa informou que precisou reduzir e interromper temporariamente a produção de água tratada no Sistema Guandu-Lameirão e Imunana-Laranjal, após oscilações no fornecimento das concessionárias Light e Enel. A previsão é que o abastecimento seja normalizado até a tarde desta terça-feira.

No comunicado, a empresa informou que por volta das 14h, dois motores da Elevatória do Lameirão, que compõe o Sistema Guandu, foram retirados de operação devido a um pico de energia. O funcionamento da unidade foi normalizado às 15h45.

Já o Sistema Imunana-Laranjal teve a produção de água interrompida, após a falha na rede elétrica. A operação foi retomada logo em seguida. A Cedae informou também que comunicou as concessionárias responsáveis pela distribuição de água nos municípios atendidos pelos Sistemas Guandu-Lameirão e Imunana-Laranjal.

Segundo a Águas do Rio informou, além da capital, outros 10 municípios podem sofrer impactos.

  • Belford Roxo
  • Duque de Caxias
  • Itaboraí
  • Mesquita
  • Nova Iguaçu
  • Nilópolis
  • Queimados
  • São João de Meriti
  • São Gonçalo
  • Inoã e Itaipuaçu, em Maricá

A Cedae recomenda que os moradores economizem e reprogramem tarefas não essenciais para não consumir grande quantidade de água durante o período. Clientes podem pedir o abastecimento por caminhão pipa pelo telefone 0800-282-1195.

Em nota, a Iguá informa que, “em decorrência de uma falha no fornecimento de energia elétrica nas instalações da Cedae na Estação Elevatória Lameirão, o abastecimento de água foi afetado nas regiões mais altas de Freguesia, Pechincha e Jacarepaguá e nas extremidades do sistema de abastecimento Recreio e Jardim Oceânico.

Por volta das 14h, dois motores da Elevatória foram retirados de operação devido a um pico de energia. O funcionamento da unidade foi normalizado às 15h45. A previsão é que o abastecimento de água nas regiões impactadas retorne, gradativamente, conforme tempo de pressurização da rede.

A Iguá lamenta quaisquer transtornos causados no período e, caso necessário, disponibilizará caminhões-pipa para locais emergenciais como hospitais, clínicas e UPAs, entre outros. A companhia reitera a necessidade de uso consciente da água nesse período, e permanece à disposição dos clientes por meio da Central de Atendimento no número 0800 400 0509 (telefone e WhatsApp).”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.