Diretor-geral da ANP participa da reunião do Conselho Empresarial de Petróleo e Gás da Firjan

Rodolfo Saboia conversou com os empresários do mercado fluminenses e falou das ações desenvolvidas pela agência
A reunião do Conselho Empresarial Empresarial de Petróleo e Gás da Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan), em 6/6, contou com a presença do diretor-geral da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), Rodolfo Saboia, e do presidente da Associação Brasileira dos Produtores Independentes de Petróleo e Gás (Abpip), Márcio Felix. No encontro, a Abpip apresentou a pauta mínima para melhoria do ambiente de negócios com foco no desenvolvimento das oportuniddes relacionadas aos campos maduros e marginais.
O presidente do Conselho Empresarial e diretor da PRIO, Emiliano Gomes, explicitou a importância para o país na evolução regulatória, assegurando aos investidores condições necessárias para investimentos no processo de tie-back. “Essa prática muito comum no Golfo México, permite aos operadores otimizarem seus investimentos ao conectar novos poços produtores à infraestruturas de produção existente, aumentando, assim, a viabilidade econômica de projeto e tornando viáveis novos projetos”, afirmou Emiliano.
Outros conselheiros também explicitaram que essa prática promove novos investimentos e ampliação do potencial de agregação de valor e, por consquência, aumento de arrecadação direta e indireta do estado e da geração de renda.
Conforme a ANP, a regulação para metodologia do preço de referencia está em fase final. A questão afeta diretamente a viabilidade de projetos de produção de petróleo e gás de menor porte, assim como devem abrir, em breve, consulta pública para que a sociedade civil possa contribuir para a priorização da Agenda Regulatória da ANP, hoje, com 82 itens.
“A ANP vem sofrendo com limitações severas de orçamento e pessoal. Mas, em que pesem todas essas limitações, continuamos absolutamente comprometidos com uma agenda de desenvolvimento dos campos maduros e das empresas independentes, que vêm alcançando resultados excepcionais na revitalização de ativos desinvestidos pela Petrobras”, destacou Rodolfo.
Ações Firjan para o mercado
Durante a reunião, a assessora do conselho, Karine Fragoso, apresentou aos conselheiros e convidados a atualização sobre as ações da federação e os próximos projetos. Além das atividades dos núcleos de Campos Maduros e de Gás Natural, foram destacadas as atuações da Firjan e Firjan SENAI durante a OTC Houston, que contou com estande no Pavilhão Brasil, a assinatura do Protocolo de Intenções com a Empresa de Pesquisa Energética e o lançamento da atualização do Painel de Projetos de Energia.
A gerente-geral de Petróleo, Gás, Energias e Naval da Firjan também ressaltou o evento Macaé Energy 2024, na cidade de Macaé entre os dias 11 e 13 de Junho, numa parceria entre a Firjan SENAI, Sebrae/RJ e prefeitura municipal, e com o patrocínio da Martinelli Advogados, Perbras, EBSE, 3R Petroleum, Ouronova e EDF. O evento tem como objetivo discutir pautas de atração de investimento, acesso a financiamento e evolução regulatória, unindo todos os elos e temáticas para promover a troca de experiências e o potencial de negócios entre os participantes.
Karine também apresentou a agenda de eventos para julho e agosto, com edição do Rede de Oportunidades especial óleo, gás e naval com a Braskem, promoção Firjan SENAI e Sebrae, em 2 de julho; e o seminário Conexão Internacional de Hidrogênio, realização Firjan, ABNT e ABH2, em 9 de julho. Ambos na sede da federação. Em agosto, haverá o lançamento das publicações Anuário do Petróleo no Rio e Panorama Naval no Rio.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *