Atos golpistas: Senado identifica mais 23 envolvidos, e Pacheco pedirá investigação à PGR

A Polícia Legislativa do Senado informou nesta quarta-feira (25) que identificou mais 23 pessoas envolvidas nos atos terroristas de 8 de janeiro que depredaram o Congresso Nacional.

g1 apurou que, diante dessa informação, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), deve enviar ainda nesta semana à Procuradoria Geral da República (PGR) um pedido para que esses suspeitos sejam investigados.

No último dia 8, vândalos bolsonaristas radicais invadiram e depredaram em Brasília os prédios do Congresso, do Palácio do Planalto e do Supremo Tribunal Federal.

Os terroristas também danificaram obras de arte e destruíram móveis e equipamentos de trabalho dos funcionários.

Desde então, houve vários desdobramentos, como:

Se confirmada, esta será a segunda representação enviada pelo Senado à PGR.

No último dia 13, Rodrigo Pacheco entregou ao procurador-geral, Augusto Aras, uma representação com dados sobre os vândalos.

O Blog da Natuza Nery informou na ocasião que o Senado pediu a abertura de investigação sobre 38 pessoas. Posteriormente, a PGR denunciou 39 pessoas.https://8e8335af9b1cd09a90cce41a484da99f.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-40/html/container.html

Somando as duas representações, portanto, pode chegar a 61 o número de pessoas identificadas pelo Senado envolvidas nos atos terroristas no Congresso.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.