14 de julho de 2024

TV Prefeito

Portal de notícias dos municípios com videos e entrevistas. Cobertura diária das cidades das regiões: Metropolitana, Serrana, Lagos, Norte, Noroeste, Médio Paraíba e Centro Sul do estado do Rio de Janeiro. O melhor da notícia está aqui.

Ato pela consciência e formas de prevenção de um crime covarde: CRAS Meudon faz roda de conversa da campanha Junho Violeta

Como parte da campanha “Junho Violeta: Mês de Conscientização e Combate à Violência Contra a Pessoa Idosa” – e numa semana especialmente dedicada ao tema –, um grupo de idosas das aulas de alongamento do professor Luiz Gonzaga Lisardo no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) Meudon, da Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (SMASDH) de Teresópolis, participou de uma roda de conversa sobre o tema.

O assunto foi abordado pela psicóloga Aparecida Ximenes numa “palestra” informal e, ao final, foram distribuídas cartilhas com orientações para o combate a esse crime contra a população mais longeva. O público foi formado por 32 referenciadas do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos do CRAS Meudon. Na conversa, Aparecida Ximenes compartilhou informações sobre o tema, detalhando os tipos de violência e sinais de alerta sobre possíveis violações mais recorrentes com os idosos. A roda de conversa possibilitou o esclarecimento de dúvidas e orientou sobre os canais de denúncia e atendimento.

O Dia Mundial de Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa – lembrado em 15 de Junho e ponto alto do ‘Junho Violeta’ – foi instituído em 2006 e reconhecido oficialmente em 2011, pela Organização das Nações Unidas (ONU) e pela Rede Internacional de Prevenção à Violência à Pessoa Idosa, com o objetivo de desenvolver uma consciência mundial, social e política, contra esse ato criminoso e covarde. Por isso, no mês de junho, organizações da sociedade civil, órgãos públicos e privados, profissionais e simpatizantes unem esforços para potencializar as ações e informações sobre a causa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *