Após cair em contradição, Daniel Alves quer prestar novo depoimento, diz rádio

O lateral-direito Daniel Alves, que está detido na prisão Brians I desde a última sexta-feira, pediu para dar um novo depoimento à Justiça da Espanha após ter dado versões diferentes sobre a acusação que enfrenta de ter agredido sexualmente uma mulher em uma boate em Barcelona. A informação é da rádio espanhola Cadena Ser.

Inicialmente, na única declaração pública até então, Daniel Alves negou as acusações de agressão sexual.

— Gostaria de negar tudo. Sim, eu estava naquele lugar, com mais gente, curtindo. E quem me conhece sabe que eu amo dançar. Eu estava dançando e curtindo sem invadir o espaço dos outros. Eu não sei quem é essa senhora. Nunca invadi um espaço. Como vou fazer isso com uma mulher ou uma menina? Não, por Deus — disse Daniel Alves ao programa espanhol Y ahora Sonsoles. — Já chega (com o assunto), porque estão sofrendo, principalmente o meu povo.

Contudo, em depoimento ao Tribunal de Justiça da cidade, Daniel Alves mudou sua versão sobre o ocorrido em uma boate no dia 30 de dezembro e disse ter tido relação sexual consensual com a mulher. Segundo o jornal “El Periodico”, de Barcelona.

A contradição pesou contra o brasileiro, que saiu do depoimento diretamente para prisão. Ele seguirá detido até a realização de julgamento.

A polícia espanhola ouviu diversas testemunhas e as imagens de câmeras da boate mostraram que Daniel Alves ficou cerca de 15 minutos trancado no banheiro com a mulher.

A mulher espanhola de 23 anos que acusa Daniel Alves de agressão sexual se recusou a receber qualquer tipo de indenização caso o jogador for condenado. De acordo com a publicação do ‘El País’, ela afirmou em depoimento à polícia que não quer ganho financeiro, mas, sim, que a Justiça seja feita.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.