Volta Redonda assina protocolo com Butantan para compra de 70 mil vacinas

Volta Redonda, no Sul do Rio de Janeiro, assinou nesta terça-feira (15) o memorando de entendimento com o Instituto Butantan para aquisição de quase 70 mil doeses da vacina CoronaVac, contra a Covid-19.

Segundo a prefeitura, o documento é uma carta de intenção que dá prioridade de compra das vacinas por parte do município, caso o imunizante seja aprovado pela Anvisa.

O plano municipal prevê a imunização de idosos acima de 60 anos, profissionais da saúde da rede pública e privada e gestantes.

“Lembramos que isso é até o plano nacional de vacinação, a ser elaborado pelo Governo Federal. O que estamos é antecipando um plano de vacinação”, explicou o prefeito Samuca Silva.Em feito histórico, Butantan vai exportar 550 mil doses da vacina contra a  gripe - Instituto Butantan

Novo decreto cria ‘toque de recolher’

As mudanças passam a valer a partir desta terça e continuam, inicialmente, até as 23h59 do dia 26 de dezembro.

A principal determinação é um toque de recolher de meia-noite às 5h. Fica proibida a presença de pessoas nas ruas, parques e praças públicas neste horário. Também fica vedada a entrada em Volta Redonda de pessoas de outras cidades das 10h às 18h, exceto em casos de saúde e trabalho.

Números da pandemia

Volta Redonda é a cidade da região com o maior número de casos confirmados de coronavírus desde o início da pandemia. Já são 9.714 moradores infectados com o vírus.

Segundo o último boletim epidemiológico divulgado, 269 moradores perderam a vida para a Covid-19. Sobre os casos recuperados, 7.900 passaram pelo período de isolamento necessário.

A prefeitura informou que a ocupação de leitos de UTI está em 20,5%.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TV Prefeito