fbpx

Volta Redonda alcança última idade permitida no Brasil para vacinação contra a Covid-19

Mais de 2,7 mil adolescentes de 12 anos ou mais receberam primeira dose, nesta quarta-feira, dia 22, em drive-thru na Ilha São João

Volta Redonda alcançou nesta quarta-feira, dia 22, a última idade permitida no Brasil para vacinação contra a Covid-19: 12 anos. Com isso, o município iniciou o ciclo de aplicação da primeira dose da vacina em adolescentes. De acordo com o balanço preliminar da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), 2.770 primeiras doses foram aplicadas em adolescentes de 12 anos ou mais no drive-thru promovido nesta quarta, na Ilha São João. O encerramento da vacinação ocorreu às 16 horas.

Ainda segundo a estimativa inicial da secretaria, 993 pessoas foram em busca da segunda dose da vacina Pfizer, concluindo o processo de imunização, e outras 390 reforçaram a imunização contra o vírus com a terceira dose. O município totalizou no drive mais de quatro mil doses aplicadas.

Também nesta quarta houve aplicação de primeiras doses em repescagem para maiores de 18 anos e de segundas doses da vacina CoronaVac feitas nas Unidades de Saúde (UBS e UBSF) que compõem a rede de Atenção Básica. Os números totais da vacinação do dia serão atualizados na manhã desta quinta-feira, dia 23.

Adolescentes e seus familiares que passaram pelo drive-thru elogiaram a iniciativa da prefeitura em garantir a vacinação contra a Covid-19 aos adolescentes de 12 a 17 anos. Brendha Leal, de 12, foi uma das vacinadas no espaço, nem mesmo o medo da agulha impediu a comemoração da adolescente ao fim do processo de imunização. “Estava com medo da agulha, mas foi bem tranquilo. A vacina me traz uma sensação de alívio nesse momento. Estou muito feliz”, disse.

Ian Paiva, também de 12 anos, estava acompanhado da avó Rosangela que ressaltou a importância da vacinação dos adolescentes em Volta Redonda.

“É muito bom a prefeitura estar vacinando os adolescentes, estou extremamente feliz com essa iniciativa. Ver meu neto sendo vacinado é uma proteção a mais para toda família, pois temos muitas pessoas do grupo de risco em casa”, falou.

A professora da rede estadual de Educação, Viviane Ribeiro dos Santos, levou seus dois filhos para serem vacinados, de 12 e 14 anos. Ela classificou a vacinação como um ‘momento único’ em busca da proteção pela vacina contra o novo coronavírus. “É um momento único ter essa oportunidade de vacinar meus filhos adolescentes, principalmente com o retorno presencial das aulas. Garantir a vacinação deles é uma segurança na retomada da vida. A prefeitura fez um planejamento impecável, sentimento de agradecimento e gratidão”, comentou.

Idosos reforçam imunização com a terceira dose

A vacinação no drive-thru também foi marcada pela imunização dos idosos e pessoas com imunossupressão grave na terceira dose. Maria Coelho Araújo Gomes, de 83 anos, moradora do bairro Santo Agostinho, foi até a área de pedestres para receber a dose de reforço, acompanhada da filha.

“Essa proteção é válida sim. Todo dia faço minhas orações pedindo que todos sejam vacinados o mais rápido possível”, comentou dona Maria, que participa ativamente da Pastoral da Paróquia Santo Agostinho.

Fernando Fontes, de 81 anos, também recebeu a terceira dose. O idoso destacou a evolução da ciência no desenvolvimento das vacinas contra a Covid-19. “Essa dose de reforço é sinal que estamos evoluindo na proteção dos idosos contra essa doença. Vou tomar quantas doses forem necessárias para me manter bem”, falou.

Alínio de Freitas, de 90 anos, compareceu na terceira dose acompanhado da família. O idoso mencionou que mesmo com as duas doses, mantém os cuidados contra a Covid-19. “Uso máscara sempre e vou seguir me cuidando mesmo vacinado”, falou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: