fbpx

Vereadores de Duque de Caxias buscam mais humanização na saúde com o novo secretário

Dr. Daniel Puertas, diretor e fundador do Hospital do Olho, assume a pasta e recebe elogios na Câmara

Na sessão plenária de 23/11, os vereadores utilizaram a Tribuna da Câmara de Duque de Caxias para abordarem assuntos de interesse do município. Presidida por Celso do Alba (MDB) e secretariada por Claudio Thomaz (DEM), a sessão contou ainda com a Leitura do Expediente do Dia, composta por Projetos de Lei, de Decretos Legislativos, de Resoluções, indicações e requerimentos.

O vereador Aquiciley Filho (Republicanos) comentou sobre a dragagem do Canal da Vala Sete, na região do bairro Vila Maria Helena. “Um bairro que sofre há muito tempo com enchentes e alagamentos que trazem grandes transtornos para nossa população”, disse ele, apontando que, em breve, será feita a limpeza do Rio Calombé.

Também falou sobre a pavimentação que vêm ocorrendo em diversos bairros do município, entre eles, no Capivari, devido à parceria da Prefeitura com o Governo do Estado.

Saúde

A humanização na saúde foi o foco do discurso do vereador Alex da Juliana do Táxi (MDB). Ele enalteceu o novo secretário municipal de Saúde, Dr. Daniel Puertas, que assumiu a pasta na segunda-feira (22). “Vai andar com os atendimentos e demandas, mas não mecanizados, sim, humanizado”.

O vereador Nivan Almeida (PT) salientou que a humanização precisa ser também estendida aos médicos, citando entre outros, o profissionalismo e o afeto que o vereador e médico, Paulo Afonso (Republicanos), tem com os seus pacientes.

“Esse atendimento médico também precisa ser revisto. Eu sei de que é de cada um. Cada um tem um jeito de ser. Têm tantos médicos que são maravilhosos no atendimento, mas em outros casos a gente observa um distanciamento, uma falta de amor até à própria profissão”, disse ele.

“Essa escolha foi muito boa”, comemorou o vereador Marquinho Oi (DEM), mencionando o empenho do secretário Daniel Puertas à frente do Hospital do Olho. “Quero que ele dê o melhor, que trabalhe o tanto quanto ele trabalhou naquele Hospital do Olho, porque a nossa população precisa de uma saúde de qualidade”.

Ele também falou sobre o atraso de pagamento dos salários aos profissionais da enfermagem do Hospital Estadual Adão Pereira Nunes, em Saracuruna, e da urgência, por parte do Governo do Estado, na tomada de providências.

Já o vereador Paulo Afonso alertou que, nesta quarta-feira (24), será votado, no Senado Federal, o piso nacional salarial dos enfermeiros, e pediu atenção àqueles senadores que votarão a favor da categoria. “Piso salarial este que foi oferecido e diminuído 50% do que a enfermagem sugeriu”.

Também está em questão a redução da carga horária de 40h para 30h.  “Temos sim que propor uma carga horária de trabalho justa e humana. Assim como queremos humanizar o atendimento, precisamos também humanizar a carga de trabalho deste servidor”, ressaltou Catiti.

Além de parabenizar o novo secretário de Saúde, outro ponto da fala de Catiti foi sobre a municipalização da UPA do Parque Lafaiete. Ele agradeceu ao prefeito Washington Reis (MDB) pelo atendimento a sua indicação parlamentar e pelo empenho com a saúde. “É uma vitória para a saúde do nosso município”.

O vereador Marquinho Dentista (DEM) parabenizou Catiti pela conquista que reflete em toda a Casa Legislativa. “Nosso trabalho é fiscalizar, acompanhar as demandas, tratar o povo do jeito que tem que ser tratado, com carinho e respeito”.

Fundec

A Fundação de Apoio à Escola Técnica, Ciência, Tecnologia, Esporte e Lazer de Duque de Caxias (Fundec) voltou a ser uma das pautas da manifestação do vereador Alex Freitas (SD), na sessão plenária de 23/11. Ele protocolou ofício convocando o presidente da Fundec, Jonas Santana, para esclarecer alguns pontos referentes à fundação. “Estou com várias informações e ele tem que tirar estas dúvidas nossas”.

Alex Freitas citou a Lei nº 1873/2005 que criou a Fundec, autarquia vinculada ao gabinete do prefeito. “Mediante o Decreto que o prefeito fez dando plenos poderes à Secretaria de Ciência e Tecnologia, para poder fazer as ações da Fundec, gerenciar, coordenar, me causa um desconforto. O Decreto é legítimo, mas tira um pouco da independência da Fundec”, explicou o vereador.

Alex da Juliana do Táxi sugeriu acréscimos às demandas. “A gente precisa fazer um balanço trimestral, quadrimestral, com a Fundec para saber aonde a gente está atingindo os jovens no município e aonde ainda está precário”.

Trabalho

O vereador Moisés Neguinho (PMB), por sua vez, solicitou apoio da Secretaria de Segurança para os trabalhadores informais de Duque de Caxias. “Fiz parte da fiscalização e pude ver a dificuldade daqueles trabalhadores que fomentam também a economia da nossa cidade”, disse ele, apontando para indicações feitas à categoria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: