Vendas do comércio sobem 1,8% em abril, diz IBGE

As vendas do comércio subiram 1,8% em abril na comparação com março, a maior alta para o mês na série histórica, iniciada em 2000. O resultado surpreende positivamente as estimativas dos economistas, que indicavam uma queda do varejo no mês.

Os dados foram divulgados nesta 3ª feira (8.jun.2021) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Eis a íntegra (2 MB).

O IBGE disse que o setor teve queda de 1,1% em março, depois de revisão dos dados.

Em comparação com abril de 2020, o comércio subiu 23,8%, a 2ª taxa positiva consecutiva. No acumulado do ano, teve alta de 4,5%. Em 12 meses, avançou 3,6%.

VAREJO EM ABRIL

Segundo o IBGE, 7 das 8 atividades pesquisadas no mês tiveram alta contra março. O grupo Móveis e eletrodomésticos teve destaque, com crescimento de 24,8%. Leia os resultados:

  • Móveis e eletrodomésticos (+24,8%);
  • Tecidos, vestuário e calçados (13,8%);
  • Equipamentos e material para escritório, informática e comunicação (10,2%);
  • Outros artigos de uso pessoal e doméstico (6,7%);
  • Livros, jornais, revistas e papelaria (3,8%);
  • Combustíveis e lubrificantes (3,4%);
  • Artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos (0,9%)
  • Hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (-1,7%)

COMÉRCIO AMPLIADO

O comércio varejista ampliado –que inclui veículos, motos, partes e peças e de material de construção– o volume de vendas cresceu 3,8% frente a março. Contra o mesmo mês de 2020, teve alta de 41%. O acumulado no ano foi para 9,2% e, em 12 meses, para 3,5%.

A alta no volume de vendas em abril foi influenciada pelos setores de Veículos, motos, partes e peças (20,3%) e Material de construção (10,4%).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: