fbpx

Vasco põe na pauta nome de Ricardo Gomes para nova estrutura do futebol

A diretoria vascaína busca nome de consenso para avançar para a nova estrutura no departamento de futebol, depois da saída de Alexandre Pássaro e de ano de 2021 de resultados decepcionantes, sem o acesso à Primeira Divisão no Brasileiro.

Com alguns profissionais na mesa para avaliação, o presidente do clube Jorge Salgado tem conversa prevista para esta semana com Ricardo Gomes, treinador campeão da Copa do Brasil de 2011.

Fora do futebol desde a saída do Bordeaux, da França, em 2019 – ficou apenas seis meses -, Ricardo trabalhou também no Santos – e em 2013 no próprio Vasco – em função diferente da de treinador, cargo que ocupou no Botafogo em 2016 e em seguida no São Paulo.

Ricardo Gomes no Bordeaux: último trabalho terminou após seis meses. Ele deixou o Santos para ocupar a diretoria do clube francês — Foto: Divulgação / Bordeaux

Salgado tem boa relação com Ricardo desde o tempo da passagem de 2011, durante a diretoria de Roberto Dinamite, quando socorreu o clube com empréstimos para diminuir a dívida com salários atrasados. O nome de Ricardo se aproxima mais da função que o próprio Salgado havia pensado para Paulo Roberto Falcão – na ocasião, chamou o cargo de espécie de CEO do futebol durante a campanha para a presidência do Vasco.

Fernando Prass na agenda

Com a queda para a Série B, no Brasileiro, de 2020, o mandatário vascaíno recuou. Para a função da coordenação técnica do departamento, o nome de Fernando Prass, ex-goleiro aposentado recentemente, também é avaliado. Ele assistiu a uma partida do Vasco na reta final da Série B em São Januário e também visitou o centro de treinamento Moacyr Barbosa.

Para o cargo de executivo de futebol, Eduardo Freeland, atual diretor do Botafogo, é o favorito da diretoria – mas há dúvidas sobre a saída dele do Alvinegro, campeão da Série B. Outros nomes também citados são os de Alexandre Mattos, ex-Cruzeiro e Palmeiras, e Jorge Macedo, que trabalhou no Internacional, Fluminense e hoje está no Ceará.

Seriam, portanto, dois nomes para a nova estrutura, um cargo de gestão executiva e outro de coordenador técnico.

Já sem chances de acesso à Série A, o Vasco encerra as atividades no ano de 2021 no próximo domingo contra o Londrina, no estádio do Café, em Londrina, no Paraná.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: