Vasco apresenta Michel, Sarrafiore e Daniel Amorim antes da estreia na Série B

O Vasco apresentou, nesta quinta-feira, os últimos três reforços contratados para a temporada 2021: o volante Michel, o meia Sarrafiore e o atacante Daniel Amorim. No total, o clube soma 10 contratações para o ano cuja prioridade é o retorno à Série A.

reforços, vasco, michel, daniel, sarrafiore — Foto: Reprodução

Do trio, o volante dificilmente terá condições legais de atuar contra o Operário, sábado, em São Januário, na estreia do time carioca na Série B, conforme previsão feita por Alexandre Pássaro, diretor executivo de futebol – a comissão técnica, por uma decisão que levou em conta aspectos físicos, decidiu não aproveitá-lo na partida. O meia e o atacante devem ter seus nomes publicados no BID até sexta-feira, de acordo com o dirigente, dentro do prazo estabelecido no regulamento da competição, para ficaram à disposição de Marcelo Cabo.

Michel, 31 anos, não atua desde fevereiro de 2020 por conta de uma lesão no joelho esquerdo. Natural do Rio, afirmou que realizou um sonho de defender o Vasco e, para viabilizar o empréstimo até o final do ano, abriu mão de “coisas financeiras” com o Grêmio, clube detentor dos seus direitos.

– Foi decisão minha, fiz o esforço para vir para o Vasco. Eu abri mão de algumas coisas financeiras. Foi decisão com a minha família. Sou natural do Rio e procuro uma retomada na carreira. É difícil passar por uma lesão. Estou 100%, tive todo esse tempo de recuperação. Todo esse tempo parado foi por conta da pandemia também, não tinha leito para operar. Tenho total confiança. Se fosse para jogar sábado, eu já jogaria. Mas decidiram que na próxima terça-feira eu possa estar em campo e dar o meu melhor – afirmou o volante.

Sarrafiore, 23 anos, argentino, emprestado até o final da temporada pelo Internacional, citou que Cano foi decisivo no aceite à proposta do Vasco. E afirmou que deseja fazer sucesso como outros compatriotas que atuaram em São Januário, como Guiñazu, Conca e Rafanelli, do Expresso da Vitória.

– O que eles fizeram aqui foi muito grande. Gostaria de fazer o mesmo. Trabalhando as coisas vão acontecer – destacou.

Emprestado pelo Tombemse até o final do ano, Daniel Amorim tem 31 anos. Ele marcou gol diante do Vasco no confronto dos dois times na Copa do Brasil – por isso, não pode defender o novo clube na competição. Alguns anos atrás, havia feito gol pelo Avaí contra o Vasco.

– Fiz os gols, acho que isso foi importante. Despertou o interesse do Vasco. A sondagem ocorreu um pouco mais para frente, não foi logo após o jogo contra o Tombense não. Agora estou aqui para fazer a favor. É normal (a torcida não me conhecer) por não ter passado por grandes clubes ainda. Aqui tem o Cano. Se eu puder ajudar fazendo gols, quem tem a ganhar é o Vasco. Eu não gosto de falar das minhas características, não gosto de me limitar. Acho que a coisa vai dar certo aqui afirmou o jogador.

As respostas do trio de reforços

Favoritismo do Vasco na Série B

Michel

Acho que é o Vasco é gigante. Qualquer competição que o Vasco disputar, tem que ter o favoritismo. Mas pés no chão, início de trabalho. Joguei com Cabo em 2016 a Série B e sabemos que é muito difícil. E uma competição pegada. Mas o Vasco tá no caminho certo, vamos buscar o acesso e, se deus quiser, o Vasco será campeão

Daniel

O Vasco sempre entrar como favorito. Todos os times vão querer dar o seu melhor contra o Vasco. Vamos trabalhar, conquistar os objetivos e buscar o título.

Sarrafiore

Sabemos do clube que estamos. O Vasco é muito grande. Hoje estamos na Série B e na Copa do Brasil. Todo título é importante. Vamos trabalhar para conseguir os objetivos e voltar para Série A, onde o clube merece estar.

Michel sobre as raízes com o Rio

Foi ali no São Cristóvão que tudo começou para mim. Sou da Penha, nasci na comunidade da Kelson’ s, na Avenida Brasil. Isso contou muito para a minha vinda. Não medi esforços. Conheço a grandeza do clube e da torcida. Estou muito feliz e agradeço ao Vasco.

Condições físicas

Daniel

Eu estou pronto, mas a gente sabe que tem uma centroavante que dispensa comentários, que é o Cano. Eu tenho de começar a trabalhar quietinho. Se for opção do Marcelo para me levar ao jogo, estou pronto.

Sarrafiore

Eu estava treinando lá no Inter, então, estou à disposição. Não sei a questão legal, mas dando certo é decisão do treinador.

Sarrafiore sobre a posição que gosta de jogar

Eu aqui, nos primeiros treinos, trabalhei na minha posição, como meia. Lá no Inter tinha o D’ Alessandro, então, acabei jogando mais pelos lados. Posso ser volante também. A minha posição é meia, mas isso vai depender do trabalho e das escolhas do treinador.

Sarrafiore sobre contato com Cano

Desde o primeiro dia, o Cano entrou em contato comigo. A esposa dele falou com a minha namorada. Ele quer que eu me sinta em casa. Estou agradecido. Ele me ajudou muito e, com certeza, vai me ajudar mais. Foi um grande gesto, como têm dos grandes jogadores, como é o caso dele.

Michel sobre Marcelo Cabo

Tenho uma amizade muito boa com Marcelo, fomos campeões juntos em 2016 no Atlético-GO. Isso só ajuda. Acho que faz muita diferença. Estou muito feliz no Vasco e, principalmente, por trabalhar de novo com Marcelo Cabo.https://tpc.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

Daniel Amorim sobre Marcelo Cabo

Não tenho nem o que falar sobre o Marcelo Cabo. A gente conhece as conquistas, o trabalho dele é excepcional. É um amigo, isso ajuda, o fato de conhecer o trabalho dele, como ele gosta de jogar.

Daniel Amorim sobre oportunidade de jogar no Vasco

O Vasco é o maior clube da minha carreira. Não tenho como descrever a grandeza do clube. Agora é agarrar a oportunidade e fazer uma história aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: