Variante brasileira representa 80% dos casos da doença no Rio

O secretário municipal de Saúde do Rio de Janeiro, Daniel Soranz, afirmou que a variante brasileira da Covid-19, também conhecida como P.1, é responsável por 80% dos casos da doença na cidade.

A declaração foi dada durante a divulgação do Boletim Epidemiológico da prefeitura, que manteve as medidas restritivas na cidade.

“A gente está tendo a internação de pessoas mais jovens com Covid-19, diferente do que a gente tinha em 2020. Tem uma nova variante circulando, que é a variante P.1, de Manaus, circulando na cidade do Rio de Janeiro em 80% dos casos. Nosso pedido é que as pessoas usem máscara, álcool em gel e evitem circulação desnecessária”, afirmou o secretário.

A Prefeitura do Rio de Janeiro prorrogou as medidas restritivas contra a Covid-19 até o dia 27 de abril. A medida foi publicada no Diário Oficial do município de sexta-feira (16).

Segue proibida a permanência na areia da praia, sendo permitidas apenas as atividades esportivas individuais e coletivas, sem causar aglomeração. Também continuam proibidos a abertura de boates e a realização de eventos.

Bares, lanchonetes e restaurantes podem funcionar até 21h, com uma hora de tolerância. O funcionamento do comércio segue de 10h às 18h. Museus, bibliotecas, cinemas, teatros e parques ficam abertos de 12h às 21h.https://tpc.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

Com previsão de fim de semana de tempo ensolarado, o secretário pediu que a população mantenha o cuidado com as medidas de distanciamento social.

“São 1.400 pessoas internadas com Covid-19 na cidade. É muita gente internada com covid. A recomendação para todos é que evitem qualquer tipo de exposição desnecessária. Não é o momento de ficar circulando desnecessariamente. As regras em relação à praia estão mantidas. Só é liberado esporte e, assim mesmo, com medidas de proteção. Evitando aglomeração, evitando ao máximo o toque e mantendo o distanciamento social. Fica este pedido para a população carioca”, disse Soranz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: