Vacina contra gripe: cidade do Rio terá vacinação para todos adultos acima de 18 anos

Vacinação contra a gripe é prorrogada até o fim de julho

A campanha de vacinação contra a gripe no Rio passará a contemplar todas as pessoas com 18 anos ou mais, confirmou o secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz, ao GLOBO na manhã desta segunda-feira. A pasta ainda não tem uma data definida para a mudança, pois, segundo Soranz, ainda é necessário organizar o planejamento. Em nota, a Secretaria municipal de Saúde disse que “o município do Rio deverá seguir as orientações do Ministério da Saúde”.

No último sábado, o Ministério da Saúde decidiu ampliar a imunização contra a gripe para os demais grupos devido à baixa adesão da população à campanha. A pasta orienta que estados e municípios vacinem toda a população com mais de 6 meses de idade, mas a decisão é das secretarias de Saúde locais para alterar o calendário. Das 80 milhões de doses produzidas pelo Instituto Butantan, as vacinas foram aplicadas em somente 34,2 milhões de pessoas, o que representa 42% dos grupos prioritários, um percentual baixo.

Neste mês, que tende a ser mais frio, é comum que os casos de síndromes gripais aumentem. Uma das preocupações é a possível sobrecarga do sistema de Saúde no país num momento em que as unidades ainda enfrentam a ocupação de leitos para tratamento de Covid-19. A gripe grave atinge os pulmões de forma parecida com a da Covid-19 e suas vítimas vão disputar leitos com os doentes devido ao coronavírus.

Desde o início da campanha, em 12 de abril, o Ministério da Saúde indica que a vacina contra a Covid-19 seja priorizada. A recomendação é para que aqueles que estiverem com sintomas de gripe ou sintomas relacionados ao coronavírus esperem o tempo necessário de completa recuperação para a vacinação nas duas campanhas.

Na semana passada, a Prefeitura do Rio anunciou a prorrogação do calendário de vacinação contra a gripe até o dia 30 deste mês. Grupos prioritários desta campanha podem buscar atendimento nos postos em qualquer dia. Quem tomou alguma dose de um dos imunizantes contra a Covid-19 deve aguardar 14 dias para se vacinar contra a gripe.

Os grupos prioritários são:

– Idosos (a partir de 60 anos)

– Crianças de seis meses a cinco anos

– Gestantes e puérperas (mulheres até 45 dias após o parto)

– Indígenas e quilombolas

– Pessoas com comorbidades ou com deficiência permanente

– Trabalhadores da saúde e da educação

– Caminhoneiros e trabalhadores do transporte coletivo e de longo percurso

– Portuários

– População privada de liberdade, adolescentes sob medidas socioeducativas e funcionários do sistema prisional

– Forças de segurança e salvamento e forças armadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: