fbpx

Uma dose de esperança: Queimados dá início à vacinação contra a Covid-19

Esperança por dias melhores, esse é o sentimento que move o município de Queimados, na Baixada Fluminense, às portas de começar a vacinação contra a Covid-19. Depois de receber cerca de 2.660 doses da vacina com o antígeno do vírus inativo SARS-CoV-2, nesta terça-feira (19), o município começará oficialmente a vacinação nesta quarta-feira (20). A ação será iniciada em cerimônia no ginásio da E.M. Metodista, a partir das 10h e contará com a presença do Prefeito Glauco Kaizer e da secretária de saúde do município, Marcelle Nayda.

A primeira munícipe a ser vacinada é Regina Célia Ferreira dos Santos, de 51 anos, que é moradora do bairro São Roque e atua na área da saúde do município há cerca de 10 anos, onde 10 meses destes, foram dedicados à luta na linha de frente contra a doença que mudou a maneira de viver do mundo inteiro e levou consigo incontáveis vidas.

Depois de receber a notícia de que seria a primeira vacinada, Regina comemorou e não conteve a emoção. “Quando recebi o comunicado da secretária de saúde, dizendo que fui a enfermeira escolhida para representar o município de Queimados ao tomar a primeira dose da vacina do coronavírus, fiquei muito feliz. Com a atitude, posso representar os munícipes de Queimados e encorajar aqueles que ainda tenham dúvidas sobre a mesma. Precisamos viver normalmente e ter a esperança de um novo amanhã”, comentou Regina, emocionada.

Plano de vacinação

O município seguirá as diretrizes recomendadas pelo Ministério da Saúde. Nesta primeira fase, receberão as doses da vacina profissionais da saúde que atuam na linha de frente contra a doença e idosos institucionalizados.

 

Os funcionários serão vacinados em seu próprio posto de trabalho, enquanto os idosos receberão sua dose da vacina através de um posto de vacinação itinerante.

 Para o prefeito Glauco Kaizer, a vacinação marca a esperança no fim de tempos difíceis. “Foram meses tristes e muito difíceis durante a pandemia. Tivemos que assistir parentes, amigos e pessoas próximas partirem e, em muitos casos, nem conseguimos nos despedir adequadamente. Com a chegada da vacina, podemos ter esperança em dias melhores, onde as pessoas estarão imunizadas e, mesmo que ainda assim contraiam a doença, terão sintomas leves que não coloque em risco suas vidas”, comentou o gestor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: