Twitter suspende mais de 500 contas na Índia em meio a protestos de agricultores

O Twitter anunciou nesta quarta-feira (10) que suspendeu “mais de 500 contas” e reduziu a visibilidade de algumas hashtags após pedidos do governo da Índia, em meio a protestos de agricultores no país.

A rede social vinha evitando o bloqueio de perfis na Índia, apesar de solicitações do governo. Porém, as autoridades indianas ameaçaram realizar ações legais contra executivos da companhia.

O Twitter suspendeu algumas contas em 2 de fevereiro, mas as colocou de volta ao ar algumas horas depois, alegando defesa da liberdade de expressão.

A maioria desses perfis voltaram a ser bloqueados agora, em alguns casos de forma permanente, segundo a rede.

A empresa disse as contas estão sendo bloqueados apenas na Índia e continuarão visíveis fora do país, pois acredita que as ordens do governo indiano são inconsistentes com as leis locais.

Perfis de veículos de notícias, jornalistas, ativistas e políticos não foram retirados. “Acreditamos que fazer isso violaria o direito fundamental à livre expressão sob a lei indiana”, disse a companhia, completando que busca um “diálogo formal com as autoridades locais.

Desde 26 de novembro, dezenas de milhares de agricultores, principalmente de Punjab, região norte do país, manifestam-se em acampamentos montados nas principais estradas da periferia de Nova Délhi.

Os agricultores protestam contra as novas leis agrícolas do país que, segundo eles, ameaçam seus meios de subsistência. A agricultura é responsável por empregar quase a metade da população do país que tem mais de 1,3 bilhão de pessoas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: