TV Alerj faz parceria com a FUNARJ para exibir concertos da sala Cecília Meireles

Além dos concertos de música erudita e brasileira, a emissora também está exibindo jogos de futebol

A programação da TV Alerj foi reforçada com entretenimento e esporte. Os espetáculos musicais realizados na Sala Cecília Meireles serão transmitidos ao vivo pelo canal, graças a um convênio com a Fundação Anita Mantuano de Artes do Estado do Rio de Janeiro (Funarj). As transmissões foram iniciadas com a série de concertos do Festival da Música Brasileira na Belle Époque Carioca, além de apresentações do compositor e ensaísta José Miguel Wisnik.

O diretor da emissora, Luciano Silva, conta que há planos para diversificar cada vez mais a programação, que iniciou este mês a transmissão dosjogos da Segunda e Terceira divisões do Campeonato Carioca.

“As importantes discussões políticas e o plenário ao vivo vão continuar como destaque.O que estamos fazendo é inserir o entretenimento e a cultura para dinamizar essas 24horas de grade. Temos planos de transmitir o sinal também em outras tvs por assinatura. Ou seja, nosso objetivo é fazer com que as pessoas vejam a TV Alerj como uma emissora comooutras da TV aberta”, esclarece o diretor.

Para o subdiretor de Cultura da Alerj, Nelson Freitas, as transmissões ao vivo de concertos fortalecem a posição da emissora como instrumento devalorização da rica produção cultural no estado, especialmente, em se tratando de um espaço nobre como a Sala Cecília Meireles.

“O papel da Cultura, sobretudo apoiado pela gestão pública, é de chegar a todos e todas por meio da democratização do acesso às produções. Concertos eruditose teatro não são acessíveis a uma grande parte da população. A parceria da TV Alerj com a Funarjampliaessa possibiildade”, afirma Freitas.

O presidente da Funarj, José Roberto Gifford, elogiou a iniciativa da TV Alerj de levar ao público a produção artística em cartaz no espaço cultural fluminense. Será a primeira emissora do estado do Rio de Janeiro a transmitir ao vivo as apresentações que ocorrem na Sala Cecília Meireles, que podem ser acessadas pelo canal próprio do YouTube. A expectativa é de que mais pessoas assistam aos concertos, especialmente neste momento de isolamento social necessário por causa da pandemia.

“É muito importante saber o que está acontecendo no estado, não somente na agenda política. ACultura é um espelho da realidade. No ano passado, as apresentações ao vivo pelo YouTube alcançaram 40 mil pessoas. Ou seja, existe uma grande demanda para essas apresentações. Em um canal aberto, certamente, esse número será muito maior”, complementou José Roberto.

A nova programação da TV Alerj se integra com diversas outras ações realizadas pela Alerj, com objetivo de promover o Parlamento também como local de arte e cultura. Com a mudança de endereço da Assembleia para o Edifício Lúcio Costa, no centro do Rio, o Palácio Tiradentes vai passar, futuramente, por reformas para abrigar um novo centro cultural.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: