fbpx

Sessão Plenária da Câmara de Caxias é marcada por homenagens ao ex-vereador Quinzé

Nas manifestações, os vereadores apresentaram demandas importantes para atender a população do município

O presidente da Câmara de Duque de Caxias, Celso do Alba (MDB), iniciou a sessão plenária de 14/09, solicitando um minuto de silêncio em memória do ex-vereador Joaquim José Quinzé Santos Alexandre, Quinzé (PL), falecido no último dia 12. Usando de suas atribuições, por meio do Ato nº 021/2021, declarou luto oficial de três dias.

Convidado a secretariar a Mesa Diretora, o vereador Nivan Almeida (PT), fez a leitura do Expediente do Dia. O vereador Anderson Lopes (Republicanos) encaminhou Projeto de Lei nº 061/2021, criando o Programa Municipal de Prevenção ao Suicídio e de Promoção ao Acesso a Serviços de Saúde Mental.

Os demais vereadores apresentaram requerimentos ao Executivo e solicitações de melhorias para diversas áreas do município, como: pavimentação e drenagem de ruas, capina e varrição, redutores de velocidade, substituição de lâmpadas de vapor de sódio pelas de Led e canalização de esgotos.

O secretário Nivan Almeida registrou a presença do ex-vereador André Quintanilha e dos ex-vereadores e atuais secretários municipais: Marcos Tavares (Meio Ambiente e Proteção Animal) e Eduardo Moreira (Ciência e Tecnologia).

Manifestações

O ex-vereador Quinzé voltou a ser homenageado na Tribuna. Junior Reis (MDB), Aquiciley Filho (Republicanos), Anderson Lopes, Marquinho Oi (DEM), Nivan Almeida, Alex Freitas (SD) e o presidente Celso do Alba foram unânimes ao afirmarem a responsabilidade e o compromisso de Quinzé com a Câmara e a população.

“Tive a oportunidade de ser, por várias vezes, vereador ao lado dele. Era um grande companheiro, sempre solícito”, disse Junior Reis.

“Todos nós sabemos da pessoa do Quinzé aqui, nesta Casa, trabalhando com muita responsabilidade e seriedade”, ressaltou Marquinho Oi, apontando que pretende entrar com um Projeto de Lei alterando o nome da Praça Olavo Bilac para Praça Joaquim José Quinzé Santos Alexandre.

“O vereador Quinzé foi um grande amigo que conheci nesta Casa, desde seu primeiro mandato. Uma pessoa muito querida por todos nós”, enfatizou Nivan Almeida.

“Nós somos sabedores que a insegurança, ela é muito grande. Você sai de casa, não sabe se vai voltar. Muitos pais de família saem para trabalhar e não têm a certeza de vão voltar bem. Que Deus nos proteja e proteja a todas as famílias do Rio de Janeiro, do Brasil e da nossa Duque de Caxias”, completou o presidente Celso do Alba.

Demandas ao Executivo

Os vereadores apresentaram assuntos importantes para a melhoria de vários setores. Junior Reis lamentou o falecimento de uma enfermeira da UPH Xerém, vítima de Covid 19 e ressaltou que é preciso, a cada dia, valorizar mais os profissionais da saúde. “Nós temos que valorizar os profissionais de saúde. Se estivéssemos numa guerra convencional, com certeza, seria o Exército que estaria à frente, mas nós estamos numa guerra diferente e quem está de frente são os profissionais de saúde”.

O vereador Aquiciley Filho falou sobre a sinalização no trânsito e o desrespeito de alguns motoristas. Ele pediu ações efetivas do Departamento Municipal. “Temos problemas relacionados à questão de placas. Pessoas que estacionam onde não podem e criam um caos”. Em apoio ao vereador, Anderson Lopes reiterou indicação para instalação de redutor de velocidade na Avenida Fernando Figueiredo, em frente à Igreja Universal do Reino de Deus, no bairro Santa Lúcia.

Já Alex da Juliana do Táxi (MDB) ressaltou que o caminho é lutar para o retorno do Fundo Municipal de Trânsito a fim de garantir recursos ao Departamento Municipal. Aquiciley ainda comentou sobre as obras que estão sendo feitas na região do Capivari. O vereador Alex Freitas destacou que as obras eram bastante aguardadas pelos moradores.

Outro assunto destacado na Tribuna foi a acessibilidade promovida na Secretaria Municipal de Fazenda. O vereador Marquinho Oi agradeceu ao secretário Carlos Melo. “Teve a sensibilidade de fazer mudanças na Secretaria colocando o atendimento à população na parte de baixo do prédio, em especial, o público da Terceira Idade”.

Em seguida, foi a vez do vereador Alex Freitas falar sobre a situação dos servidores da cooperativa que atende à Secretaria Municipal de Educação. “Venho aqui fazer um apelo para que tirem a Cooperativa Cootrab da Secretaria de Educação, porque são vários trabalhadores sofrendo durante todos estes anos, sem os seus direitos”, disse ele, citando a mudança positiva ocorrida na Secretaria de Obras, onde os prestadores foram agregados à Caxias Service com todos os direitos trabalhistas garantidos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: