Senadora sugere reuniões fechadas da CPI sobre cloroquina

A senadora Simone Tebet (MDB-MS), líder da bancada feminina no Senado, teme que as discussões sobre a cloroquina no tratamento para a covid-19 na CPI da Covid acabem estimulando o uso do medicamento em vez de esclarecer a população. A senadora defende que partir de agora as sessões sobre cloroquina sejam fechadas, sem transmissão. 

“Não sou membro da CPI, mas sugiro que já temos elementos suficientes do uso indevido da cloroquina no tratamento precoce e de quem é a responsabilidade. Mas se os integrantes entenderem que não, que esse assunto quando vier à tona seja feito em reniões reservadas para evitar a continuidade da propaganda enganosa que o governo fez e que continuamos fazendo, dando visibilidade a um remédio que tem muito efeito colateral, que não trata a covid e que cria uma falsa sensação de segurança. Se membros não estiverem seguros, que façam reuniões fechadas para tratar exclusivamente deste único assunto”, disse. 

Amanhã (1º) a CPI da Covid irá ouvir a médica oncologista Nise Yamaguchi. Ela defende o uso do medicamento no tratamento precoce da doença, ao contrário da maior parte da comunidade médica no Brasil e no mundo, que hoje condena o uso para a Covid por não haver, nos estudos clínicos feitos até agora, eficácia comprovada do medicamento. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: