Semana Tereza de Benguela começa nesta sexta-feira (23), em Cabo Frio

Programação segue até o dia 28 de julho com atividades presenciais e on-line

A Prefeitura de Cabo Frio inicia nesta sexta-feira (23) as atividades da Semana Tereza de Benguela, promovida em alusão ao Dia Internacional da Mulher Negra, Latino Americana e Caribenha, oficialmente comemorado dia 25 de julho. A programação segue até o próximo dia 28 com atividades virtuais e presenciais. O evento municipal homenageia Tereza de Benguela, mulher negra que no século XVIII liderou o Quilombo Quariterê, na fronteira entre Mato Grosso e Bolívia.

Sob a organização da Coordenadoria Geral de Promoção da Igualdade Racial, em parceria com as Secretarias de Governo e de Direitos Humanos e Segurança, a programação será iniciada com uma solenidade às 9h, no pátio da Prefeitura de Cabo Frio. A atividade, que contará com a participação do Núcleo Municipal de Mulheres Negras, terá o objetivo de apresentar e discutir as políticas públicas direcionadas às mulheres e toda população negra cabo-friense. Fechando a programação do dia, o grupo Tambor de Iaiá fará uma apresentação ao público.

No sábado (24), uma transmissão ao vivo vai debater a organização de mulheres negras e a contextualização de lutas pela comunidade. Já no domingo (25), um encontro presencial vai elaborar um documento base com o tema “Mulher Negra e Políticas Públicas: Medidas e Ações para a comunidade negra”. A atividade acontecerá na sede da Secretaria de Direitos Humanos e Segurança, no bairro São Cristóvão, às 9h30, com participantes de diversas secretarias municipais. O encontro será encerrado com uma roda de capoeira do grupo Mulheres Rumpi.

Com o tema “Saúde da População Negra em Cabo Frio”, na segunda (26), às 10h, um comitê técnico fará uma análise das condições e necessidades da população negra. O encontro, que acontecerá na Prefeitura, também vai iniciar a campanha de esclarecimentos sobre as principais doenças que atingem essa população. Ainda no dia 26, às 15h, o evento vai promover uma conferência on-line com as psicólogas Bárbara Gonzaga e Sulamita Rangel.

Na terça-feira (27), às 10h, também de forma virtual, será realizada uma oficina sobre mercado de trabalho, com o tema “Empreendedorismo das Pretas”, com as palestrantes Michele Silva e Daiane Pimentel. Na parte da tarde, às 15h, uma oficina de turbante será apresentada aos participantes, com Francine Olegário e Raoana Santos.

Finalizando a programação, na quarta (28), às 10h, uma palestra on-line vai debater o tema “Mulheres Negras na Cultura e na Educação: Uma Luta por Visibilidade”, com Mariana de Freitas, Rafaela Solano e Fábia Pereira.

CONHEÇA TEREZA DE BENGUELA

No Brasil, em 2014, foi instituído por meio da Lei nº 12.987, o dia 25 de Julho como a data que celebra o Dia da Mulher Negra e o Dia Nacional de Tereza de Benguela, líder quilombola e símbolo de luta e resistência do povo negro. Conhecida como “Rainha Tereza”, viveu no Vale do Guaporé, no Mato Grosso.

Estrategista militar e dirigente política, no século XVIII Tereza comandou o Quilombo de Quariterê após a morte de seu companheiro, José Piolho. Segundo documentos históricos, o lugar abrigava mais de 100 pessoas, com 79 negros e 30 índios. Em sua liderança, ela estabeleceu no quilombo uma forma de governar que se assemelhava ao parlamento, com deputados, conselheiros e reuniões em uma sede, como atestam os documentos da época, especialmente os “Anais de Vila Bela”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: