fbpx

Sem máscara, Bolsonaro faz passeio de moto em Florianópolis

Sem máscara, o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), chegou a Florianópolis neste sábado (7), onde participará de um passeio de moto com apoiadores. O evento provocou alterações no trânsito da Capital, além de engarrafamento (veja mais abaixo).

Bolsonaro durante passeio de moto no Centro de Florianópolis neste sábado (7), por volta das 10h45 — Foto: Tiago Ghizoni/NSC

O avião presidencial pousou na cidade perto das 10h. Por volta das 10h30, o presidente chegou para o passeio de moto. Menos de 10 minutos depois, foi dada a largada para o início do evento.

Bolsonaro passou pelo Centro da cidade de moto por volta das 10h45. Em seguida, ele trafegou pela Avenida Beira-mar Norte e foi até a SC-401, no Norte da Ilha. Por volta das 11h20, ele e cumprimentou apoiadores. Houve aglomeração. Menos de 10 minutos depois, ele seguiu viagem. Ele ainda estava na SC-401 às 11h40.https://3f5b749e005f97f2cae9281b9e34157d.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

Perto das 12h, ele voltava pela Avenida Beira-mar Norte. Às 12h10, ele estava na Ponte Colombo Salles, que leva ao Continente. Ele parou na estrutura para comprimentar apoiadores. Perto das 12h15, ele chegou à Beira-mar Continental. Ele desceu da moto e foi cumprimentado por apoiadores, a maioria sem máscara, assim como o político.

A concentração de centenas de participantes começou por volta das 7h, principalmente na Via Expressa Sul, sentido Centro. Houve aglomeração de pessoas e algumas delas sem uso da máscara de proteção.

Bolsonaro é transportado em caçamba de caminhonete antes de seguir passeio de moto em Florianópolis — Foto: Tiago Ghizoni/NSC

Em Santa Catarina, é obrigatório o uso do item em qualquer lugar por prevenção contra o coronavírus, seja ele público, privado ou ao ar livre, com exceção do interior das residências. Quem estiver sem a proteção em ambiente fechado fora de espaços domiciliares está sujeito a multa de R$ 500, dobrado o valor em caso de reincidência.

Antes de conduzir a moto, Bolsonaro foi transportado na caçamba de uma caminhonete, o que configura infração gravíssima, de acordo com o Código Nacional de Trânsito.

Passeio de moto em Florianópolis reúne centenas de pessoas neste sábado (7), por volta das 10h. Eles aguardavam chegada de Bolsonaro — Foto: Tiago Ghizoni/NSC

A vice-governadora de Santa Catarina, Daniela Reinehr (sem partido), também participou do passeio de moto. Ela estava sem máscara.

Vice-governadora de SC, Daniela Reinehr, prepara-se para passeio de moto com presidente Bolsonaro — Foto: Reprodução/Redes sociais
Participantes do passeio na Via Expressa Sul em Florianópolis, por volta das 8h — Foto: GMF/ Divulgação

Este é o segundo dia seguido de Bolsonaro em Santa Catarina. Na sexta (6), ele cumpriu agenda em Joinville, no Norte do estado. Ele dormiu em uma estrutura do 62º Batalhão de Infantaria da cidade e tomou café com políticos antes da saída do comboio para o aeroporto, que ocorreu por volta das 8h40 deste sábado.

O avião com o presidente decolou por volta das 9h30.

62º Batalhão de Infantaria de Joinville na manhã deste sábado — Foto: Cristiano Gomes/NSC TV

Protesto

No Centro da cidade, por volta das 10h, começou um protesto contra o presidente. Os manifestantes levaram faixa e megafone.

Protesto contra Bolsonaro no Centro de Florianópolis na manhã de 7 de agosto, por volta das 10h — Foto: Antônio Neto/NSC TV

Alterações no trânsito

Interdições no trânsito em Florianópolis — Foto: GMF/ Divulgação

O passeio de moto causou transtornos no trânsito em Florianópolis. A Ponte Pedro Ivo, que liga o Continente à Ilha de Santa Catarina, registrou filas nas quatro faixas perto das 11h20.

A Polícia Militar Rodoviária (PMRv) fez alterações no trânsito Florianópolis por causa do evento. Veja abaixo as mudanças.

  • 6h – Ocorreu o início da operação;
  • 7h – Realizado o fechamento da Via Expressa Sul, sentido Centro;

(Sentido bairro permanecerá aberto o máximo de tempo e só será fechado em caso de ocupação da via – trânsito será desviado por dentro do bairro José Mendes/Saco dos Limões- estrada velha);

  • 9h30 – Foi feito o fechamento da Avenida Gustavo Richard, sentido Beira-Mar Norte, com fechamento dos cruzamentos até a passagem das motos;
  • 9h30 – fechamento da faixa central da Avenida Beira-Mar Norte em todos os cruzamentos até o elevado do CIC (trânsito reabre nessa faixa somente com a passagem das motos);
  • (A partir das) 10h – fechamento dinâmico da SC-401 até o Norte da Ilha e retorno;
  • (A partir das) 11h30 – fechamento da Beira-Mar Norte, sentido Centro, do elevado do CIC até a Ponte Colombo Salles (que liga a Ilha ao Continente), apenas na faixa litorânea em todos os cruzamentos
  • (A partir das) 11h30 – fechamento do acesso à Ponte Colombo Salles pela Avenida Gustavo Richard.
  • (A partir das) 12h – fechamento total dos acessos à Beira-mar Continental (Estreito)

A Ponte Hercílio Luz, que também faz a ligação entre a Ilha e o Continente, está excepcionalmente aberta neste sábado para o trânsito de veículos em ambos os sentidos.

Atritos

Nos últimos dias, Bolsonaro passou a reiterar diariamente as críticas ao sistema eleitoral e aos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

Em Joinville, o presidente voltou a insultar o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso –desta vez com um palavrão. Barroso tem sido alvo de ataques do presidente Jair Bolsonaro, que vem ameaçando a realização de eleições do ano que vem.

Na quarta-feira (4), após ser incluído como investigado no inquérito das fake news, ele chegou a ameaçar agir fora da Constituição. Em resposta, o presidente do STF, Luiz Fux, anunciou na quinta-feira (5) o cancelamento da reunião que haveria entre os chefes dos três poderes.

Ao justificar a sua decisão, Fux afirmou que “o pressuposto do diálogo entre os poderes é o respeito mútuo entre as instituições e seus integrantes”.

Bolsonaro afirma que há fraude nos votos da urna eletrônica, mas já admitiu não ter provas. Os supostos indícios apontados por ele em uma live na semana passada foram desmentidos não só pelo TSE, mas por órgãos independentes.

Na segunda-feira, o TSE abriu um inquérito administrativo para apurar os ataques de Bolsonaro à legitimidade das eleições. O Tribunal também enviou um pedido ao STF para que apure a disseminação de fake news sobre as urnas eletrônicas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: