Sem Gerson e Rodrigo Caio, Flamengo embarca para Quito e valoriza bom momento de Vitinho e Michael

No dia seguinte da vitória por 3 a 0 sobre o Volta Redonda, na primeira partida da semifinal do Carioca, o Flamengo embarcou na tarde deste domingo no aeroporto Internacional do Rio de Janeiro com destino a Quito com dois importantes desfalques para o jogo contra a LDU, na próxima terça-feira, pela Libertadores. Gerson e Rodrigo Caio ficaram fora da lista de relacionados e não viajaram.

Gerson tem uma lesão muscular de grau 1 na coxa esquerda. Apesar de ser um caso leve, o tempo de recuperação até terça é muito curto. Foi a primeira lesão muscular na carreira do jogador.

Técnico Rogério Ceni deixa o ônibus do rubro-negro no embarque do Galeão — Foto: Caíque Andrade

Rodrigo Caio, por sua vez, está em fase final de recuperação após sentir um desconforto na coxa, não foi relacionado e vai desfalcar o Flamengo em Quito. O zagueiro também foi ausência no último jogo da Libertadores, na última terça, contra a Unión La Calera. Preservados contra o Volta Redonda, Gabigol e Filipe Luís também foram relacionados. Confira a lista mais abaixo.

O elenco rubro-negro chegou a Quito por volta das 22h30 da noite deste domingo. A equipe fará um treinamento na tarde de segunda-feira na capital equatoriana, finalizando a preparação para enfrentar a LDU.

Michael cobra cafezinho de Pedro

Sem contar com dois titulares, o Flamengo embarca confiante no elenco. A boa atuação do trio ofensivo – Vitinho, Michael e Pedro – animou a comissão técnica. O ponta baixinho brincou com as duas assistências que deu para o centroavante e lembrou da dedicação.

– A viagem é longa, agora o Pedro vai me pagar um cafezinho – disse, aos risos, antes de entrar no aeroporto. – Precisa ter confiança e precisa acreditar. Trabalhei muito e estou me dedicando para melhorar. Vou errar? Vou, mas sempre tentando acertar para ajudar a equipe.

Michael chega no aeroporto para o embarque a Quito, no Equador — Foto: Caíque Andrade

No mesmo tom, o diretor de futebol Bruno Spindel ressaltou o crescimento da equipe e a confiança em todo o elenco para mais uma temporada desgastante.

– Temos temporada longa, então contamos com todos jogadores do elenco. Vamos ter temporada dura, difícil, com jogos domingo e quarta e a gente precisa de todos bem. É normal a oscilação de atletas ao longo do ano, então o grupo tem que mostrar a força. O que importa é o coletivo e o Flamengo chegar a vitórias e a conquistas – comentou Spindel.

Bruno Spindel no embarque do Flamengo para Quito — Foto: Caíque Andrade

Um dos primeiros a chegar no embarque do clube para o Equador, Spindel cobrou a convocação de Gerson para a seleção brasileira. No contexto do questionamento da reportagem sobre a falta que o camisa 8 do Flamengo ia fazer no próximo jogo.

– A gente não entende ainda por que não foi chamado para a seleção brasileira. Ninguém no Flamengo entende, nem a torcida nem nenhum brasileiro por que ainda não foi chamado para seleção. Sempre vai fazer falta atleta desse nível. Mas estamos aliviados, apesar da lesão. Não é grave, é relativamente simples, que ele já já esteja de volta aos treinos e aos jogos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: