fbpx

Secretário de Administração Penitenciária é exonerado após libertar chefe da maior facção do Rio

O secretário de Administração Penitenciária, Raphael Montenegro, foi exonerado pelo governador do Rio, Cláudio Castro, na tarde desta sexta-feira (13). Em seu lugar, foi escolhido o delegado da Polícia Federal Victor Hugo Poubel. Ao que tudo indica, a libertação de um dos chefes da maior facção criminosa do estado, o Abelha, mesmo com mandado de prisão ativo, no último dia 27, conforme O DIA revelou, pesou contra Montenegro. A troca de secretários será publicada no Diário Oficial da próxima segunda-feira.

Mesmo com a determinação para que Wilton Carlos Rabello Quintanilha, o Abelha, de 50 anos, seguisse preso em decorrência deste novo crime, ele foi beneficiado no dia 20 de julho com um alvará de soltura, devido a outro processo. O chefão do CV foi solto pela Seap mesmo após um alerta da Polícia Civil, através da Polinter, às 20h57 do dia 26 de julho, de que constava um mandado de prisão pendente contra Abelha  por homicídio, expedido duas semanas antes.

O novo mandado de prisão contra Abelha se deu por conta da morte de Ana Cristina Silva, de 26 anos, em agosto do ano passado, durante uma invasão de traficantes do Comando Vermelho ao Complexo do São Carlos, na Zona Norte do Rio. De acordo com investigações, Abelha ordenou o ataque de dentro da cadeia.

No último dia 14 de julho, o juiz Alexandre Abrahao Dias Teixeira, da 3ª Vara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio (TJRJ), assinou o mandado e decretou que ele fosse cumprido. De acordo com a assessoria do TJ, os ofícios sobre a decisão judicial foram encaminhados à Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), que teria confirmado o recebimento, e à Polinter, especializada da Polícia Civil.

A Vara de Execuções Penais (VEP) determinou a apreensão de imagens de 24 câmaras do Presídio Vicente Piragibe, no Complexo de Gericinó, a pedido do Ministério Público do Rio (MPRJ), para investigar se houve irregularidades na soltura do preso.

O novo secretário, tem 54 anos, já concorreu a uma vaga de vereador pelo partido da Cidadania nas últimas eleições fluminenses, mas não foi eleito. Ele obteve 1.379 votos.

Nome forte na criminalidade

Abelha tem forte influência nas favelas do Santo Amaro, Mangueira, Manguinhos e Complexo do Alemão. Por conta do seu forte poder de decisão, ele, que estava preso desde 2002, chegou a ser transferido para presídios federais duas vezes. Integrante da cúpula, ele ainda seria o responsável por coordenar negócios clandestinos a nível estadual e nacional, pela organização financeira e por determinar invasões territoriais a comunidades controladas por rivais.

Abelha integra o grupo chamado de ‘conselho’, onde os criminosos com maior posição hierárquica dentro da facção tem poder de decisão. No presídio, eles também são os responsáveis pela comunicação dos detentos com os agentes penitenciários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: