Secretaria de Saúde de Duque de Caxias promove encontro para discutir alternativas no tratamento de terapia intensiva

A Secretaria Municipal de Saúde de Duque de Caxias realizou no último sábado, 29/05, a 1ª Reunião do Grupo de Padronização de Medicamentos de Terapia Intensiva, tendo como público-alvo gestores e médicos das unidades de terapia intensiva no município.

O encontro, que aconteceu no Centro de Estudos do Hospital Municipal Dr. Moacyr Rodrigues do Carmo (HMMRC), contou com a presença do Secretário de Saúde Dr. Antônio Manoel de Oliveira, do Superintendente Geral Executivo da SMS, Sr. Edgar Neto, da Superintendente de Gestão e Assuntos Institucionais, Drª Eliane Diniz, além dos médicos especialistas Dr. Fábio Guilherme Santoro (Médico especialista em Medicina Intensiva), Dr. Valério Fucks (Médico Cardiologista e Coordenador de Hemodinâmica do Hospital Municipal São José) e Dr. Antônio Felipe (Médico Cirurgião Oncológico e Intensivista).

O Secretário de Saúde, Dr. Antônio Manoel de Oliveira, falou sobre a importância deste debate para o município de Duque de Caxias, principalmente neste momento em que as redes de terapia intensiva em todo o mundo enfrentam a indisponibilidade de insumos para atender pacientes internados com a Covid-19.
“É de conhecimento público que o mundo passa hoje por problemas com a falta de insumos para atender pacientes internados em unidades de terapia intensiva. Para este encontro, convocamos todos os diretores das unidades da rede municipal que trabalham com terapia intensiva para, em conjunto com a equipe técnica da SMS, discutirmos a padronização e buscarmos alternativas a essas medicações. Já existem alguns trabalhos de alternativas com baixo custo e com a mesma eficácia, para manter o paciente de coronavírus em unidade de terapia intensiva, sedado e às vezes entubado, e que não cause nenhum prejuízo a terapêutica desses pacientes. Esperamos sair daqui com um consenso para ser utilizado em toda a nossa rede municipal de saúde”, destacou Dr. Antônio Manoel.

O município de Duque de Caxias conta hoje, por iniciativa pioneira do prefeito Washington Reis, com um hospital inteiro dedicado ao tratamento de pacientes da Covid-19. O Hospital Municipal São José, inaugurado em 4 de maio de 2020, foi a primeira unidade pública municipal exclusiva para o tratamento da Covid-19 no estado do Rio de Janeiro. O complexo hospitalar foi entregue em tempo recorde: com 128 leitos de UTI altamente equipados em apenas 42 dias de obra. O investimento de R$ 43 milhões foi garantido com verbas municipal, estadual e federal. Além do São José, a rede de saúde de Caxias tem ainda 20 leitos no Hospital Municipal Dr. Moacyr Rodrigues do Carmo, 20 leitos na UPH Equitativa e 20 leitos na UPH de Xerém.

“Depois da cidade do Rio de Janeiro, somos o município que mais oferta leitos de terapia intensiva para pacientes da Covid-19”, informa o secretário Municipal de Saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: