Secretária de Estado de Saúde reforça a necessidade de prevenção para evitar transplantes renais

A secretária de Estado de Saúde, Claudia Mello, destacou a necessidade de prevenção, no acompanhamento das doenças renais, como um dos caminhos para se evitar a necessidade de transplantes renais. As declarações foram feitas na abertura do 1º Simpósio Internacional de Nefrologia, neste sábado (20/04) no Hotel Progidy, no Centro do Rio de Janeiro.

“Estamos aqui com o objetivo de reforçar a importância da prevenção. Só através dela vamos evitar que nossos pacientes cheguem a casos mais graves e sejam submetidos, por exemplo, a transplantes renais no nosso estado”, destacou a Claudia Mello, que participou da mesa de abertura ao lado de outras autoridades médicas.
Apenas em 2023, o RJ Transplantes, programa estadual de captação de órgãos, realizou 468 transplantes de rim no estado do Rio de Janeiro. Neste ano, no primeiro trimestre, já foram 127 procedimentos. Segundo a Central Estadual de Regulação (CER) o estado do Rio de Janeiro tem hoje 9.879 pacientes em tratamento de hemodiálise.
Além da secretária de estado de Saúde, Claudia Mello, participaram da mesa de abertura do Simpósio o presidente da NefroClínicas, Daniel Calazans; Maria Isabel, médica e representante da Sociedade de Nefrologia do Estado do Rio de Janeiro (Sonerj) e José Neto, médico nefrologista e diretor de Ensino e Pesquisa do Grupo NefroClínicas, que organizou o evento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *