Secretaria de Desenvolvimento Social do RJ começa a distribuir 180 mil refeições

A partir desta segunda-feira (24), a Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos distribuirá 180 mil refeições por mês para na população que se encontra em situação de vulnerabilidade

O órgão criou o projeto RJ Alimenta”, que terá duração de seis meses e será realizada na Central do Brasil, na capital, e em Nova Iguaçu e Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

A distribuição das refeições será feita em três horários: café da manhã, a partir das 7h; almoço, às 12h; e jantar, às 17h. Na Central do Brasil, serão distribuídas três mil refeições por dia; em Caxias e Nova Iguaçu, serão 1,5 mil refeições diárias.

“Essa população foi impactada de forma devastadora pela pandemia e não poderá aguardar a reabertura dos Restaurantes Cidadão, que estão em reforma após serem fechados há três anos. Esta é uma medida emergencial até que os restaurantes sejam completamente reformados. Além de comida, o RJ Alimenta vai oferecer um serviço técnico com profissionais capacitados para auxiliar e tirar dúvidas simples como acesso a documentação”, disse a secretária de Estado de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, Cristiane Lamarão.Refeições preparadas em casa evitam o diabetes tipo 2, mostra pesquisa

A secretaria utilizará as instalações dos Restaurantes Cidadão para implantar as unidades do RJ Alimenta, respeitando os protocolos de seguranças – sem aglomerações e com as quentinhas distribuídas em embalagens descartáveis para consumo fora do ambiente de distribuição.

Segundo a secretaria, a escolha das unidades refletiu a concentração de segmentos vulneráveis da população em seu entorno, a inscrição dos municípios nas áreas do estado mais afetadas pela pandemia da Covid-19 e a adesão ao Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional – Sisan.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TV Prefeito