fbpx

Secretaria de Cultura e Educação de Magé apoia eventp de valorização da Cultura Negra

A Secretaria de Educação e Cultura de Magé, através do Departamento de Cultura (Depac), deu suporte para a realização do lançamento do livro infantojuvenil “Quilombo Quilombá – uma história de resistência do Ilé Asé Alakoro”, de autoria do babalorixá Paulo José de Ógun e com ilustrações de Felipe de Carvalho Mateus, como parte das comemorações da Semana da Consciência Negra. O evento foi realizado nesta quinta-feira (18-11), no próprio quilombo, em Bongaba, pelo Ponto de Cultura Oni Lewa Njo, e teve a participação de professores e alunos do 3º e 4º ano do ensino fundamental da Escola Municipal Domingos Belize, localizada também no território do quilombo.

“Potencializamos a ação com a nossa equipe, oferecendo estrutura de ornamentação, alimentação, divulgação, mobilização e transporte dos alunos da Escola Domingos Belize. Esta parceria, no entanto, faz parte do alinhamento do nosso Departamento já estabelecido com o quilombo em todas as suas ações. Estamos fazendo o que nos orientou o prefeito (Renato Cozzolino) e a secretária de Educação e Cultura (Sandra Ramaldo), que é gerir a cultura de forma dialética sempre que formos pautados e solicitados”, explicou o diretor do Depac, Alexsandro Rosa.

O autor do livro ressaltou a importância de contar e registrar a história do quilombo Quilombá.

“O objetivo foi perpetuar e dar para as crianças desde cedo o seu pertencimento , no orgulho de ser quilombola. Registrar esta história nos traz uma alegria imensa para fomentar o nosso lugar de fala, ou seja, o livro tem o registro da nossa ancestralidade na qual pontuamos pessoas importantes do nosso coletivo que deixaram a sua marca e seu legado. É uma questão de resistência e reparação para o empoderamento”, explicou o Pai Paulo de Ógun.

A secretária municipal de Educação e Cultura ratificou as políticas públicas municipais para atender às necessidades dos quilombos de Magé, todos certificados pela Fundação Palmares.

“Estamos atendendo às necessidades dos quilombos a partir do nosso programa de agenda escutatória, começou exatamente no Quilombo Quilombá e reuniu representantes de todos os três quilombos da cidade. Justamente porque compreendemos a importância da história deles para o nosso município”, disse a secretária.

Além do livro, foi lançado e exibido ainda um vídeo em formato de animação com tradução em Libras e legendas e também relata a história do quilombo. Outras atividades educativas e culturais foram realizadas com alunos da Escola Domingos Belize. O livro, que será distribuído gratuitamente a todas as escolas municipais de Magé, foi produzido com recursos da Secretaria Estadual de Cultura e Economia Criativa através da Lei Aldir Blanc.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: