Saquarema inicia campanha de conscientização sobre a violência contra a mulher

A cada 5 dias, uma mulher é vítima de feminicídio no Rio de Janeiro, segundo o Dossiê Mulher 2019. A pesquisa do Instituto de Segurança Pública (ISP) aponta que, no estado do Rio, entre os meses de março e dezembro de 2020, foi registrada uma média diária de aproximadamente 250 casos de violência contra a mulher. Desses casos, mais de 60% ocorreram dentro de casa. Os agressores, companheiros ou ex-companheiros das vítimas, representam mais de 80% dos registros enquadrados na Lei Maria da Penha.

Quando uma relação possui violência, ninguém pode se calar. A Lei Maria da Penha, que estabelece que todo caso de violência doméstica e intrafamiliar é crime, pode ser aplicada ainda que não haja queixa da vítima. Isso significa que qualquer pessoa pode fazer a denúncia contra o agressor, inclusive anonimamente.

Violência verbal, sexual, psicológica ou moral é crime. Em caso de violência à mulher, não deixe para depois. Denuncie! O “Ligue 180” é um canal de atendimento que foi criado especialmente para cuidar de casos relacionados à violência doméstica. Além de receber denúncias, também pode ser utilizado para a solicitação de informações sobre delegacias próximas e redes de acolhimento.

“É muito importante que todos denunciem, não só as mulheres vítimas de agressão. Vizinhos, parentes, amigos… todos têm o dever de denunciar e ajudar a combater estes terríveis crimes. Estamos trabalhando diariamente para que as mulheres de Saquarema tenham um local onde podem encontrar socorro, apoio e garantias de políticas públicas para a proteção e bem estar”, informou a secretária municipal da Mulher, Marcia Azeredo.

Em Saquarema, a Secretaria da Mulher, localizada na Rua Estudante Elcira de Oliveira Coutinho, nº16 – Bacaxá, oferece gratuitamente atendimento psicológico, assistência jurídica e assistência social, além de toda a estrutura do CRAM (Centro de Referência de Atendimento à Mulher). A unidade, que está em novo espaço, com mais estrutura e maior capacidade de atendimento, funciona de segunda a sexta-feira, das 09 às 17 horas. O telefone para contato é: (22) 99859-7841. Os outros números para apoio nessa situação são: (21) 2332-8249 (Disque Mulher) e 127 (Ministério Público).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: