21 de julho de 2024

TV Prefeito

Portal de notícias dos municípios com videos e entrevistas. Cobertura diária das cidades das regiões: Metropolitana, Serrana, Lagos, Norte, Noroeste, Médio Paraíba e Centro Sul do estado do Rio de Janeiro. O melhor da notícia está aqui.

Saeb 2023: Educação de Volta Redonda capacita profissionais da rede municipal

Objetivo é definir ações preparatórias para estudantes que farão a prova do Sistema de Avaliação da Educação Básica

A Secretaria Municipal de Educação (SME) de Volta Redonda, junto da Fevre (Fundação Educacional de Volta Redonda), vem realizando capacitações com profissionais do Ensino Fundamental, com o objetivo de engajar e preparar os alunos para a prova do Saeb (Sistema de Avaliação da Educação Básica), que está prevista para ser aplicada pelo Ministério da Educação (MEC) em todo o país no final de outubro, início de novembro.

Realizada a cada dois anos, a avaliação do Saeb é composta por uma prova com questões de Língua Portuguesa e de Matemática e, neste ano de medição, vai avaliar cerca de 5 mil estudantes que cursam o 5º e o 9º ano do Ensino Fundamental na Rede Municipal de Ensino de Volta Redonda.

E como forma de preparação para a prova, além de encontros formativos com diretores e professores realizados em maio, no início deste mês a preparação dos profissionais envolveu supervisores e orientadores educacionais da rede municipal – atuantes em turmas do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental – no auditório do UGB (Centro Universitário Geraldo Di Biase), no bairro Aterrado.

“Desenvolver habilidades para realização da prova não é responsabilidade exclusiva dos professores dos componentes curriculares avaliados. A escola como um todo precisa fazer um movimento para poder engajar os docentes no aprimoramento de habilidades cognitivas dos estudantes, e também criar estratégias para que os estudantes, na hora da prova, se sintam mais seguros. A participação efetiva dos nossos estudantes no Saeb é de extrema importância, pois o monitoramento dos níveis de proficiência baseado em evidências auxiliará o Poder Público e, em especial, a escola a replanejar, desenvolver ações e aprimorar políticas públicas para dirimir as lacunas de aprendizagem apontadas pelos indicadores”, explicou Andreia Monsôres, chefe da Seção de Anos Finais do Departamento Pedagógico da SME.

A professora de Português Patrícia Costa, que atua como supervisora educacional na Escola Municipal Walmir de Freitas Monteiro, localizada no bairro Santa Cruz, falou sobre a importância do encontro formativo. “Em outros momentos participei como professora. E como supervisora, é o meu primeiro momento dentro dessa dinâmica. É extremamente importante, porque temos que trabalhar como um todo: escola, família, alunos, supervisão, professor, direção, para que possamos alcançar os objetivos dentro dessa proposta”.

“Apesar de a avaliação ser aplicada nos alunos dos 5º e dos 9º anos, o trabalho pedagógico não pode se restringir apenas às séries envolvidas. A ação da escola tem que se voltar para todos os anos de escolaridade, para que nas séries finais de cada etapa o processo esteja consolidado. Se o aluno passou por todos os anos desenvolvendo as habilidades necessárias, o trabalho da escola será apenas o de finalizar o processo. Por isso é importante envolver todos os profissionais, trabalhar com toda a escola e fazer os encontros formativos nesse momento”, frisou Valéria Augusta, diretora do Departamento Pedagógico da SME.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *