Rússia proíbe pouso de voos europeus que evitavam o espaço aéreo de Belarus

A Rússia proibiu nesta 5ª feira (27.mai.2021) o pouso em Moscou de 2 aviões europeus que planejavam evitar o espaço aéreo bielorruso. A ação foi uma resposta à União Europeia por ter banido na 3ª feira (25.mai.2021) os voos de qualquer empresa de Belarus que sobrevoem o espaço aéreo do bloco ou que tentem acesso aos aeroportos.

As informações são do jornal U.S. News.

A decisão do bloco europeu foi uma reação ao pouso de emergência em Minsk, capital de Belarus, supostamente ordenado pelo governo bielorusso no domingo (23.mai.2021) para deter o jornalista e ativista Roman Protasevich. Após a prisão do jornalista, a EASA, a autoridade europeia da aviação, recomendou que as companhias aéreas da União Europeia não passem pelo espaço aéreo de Belarus.

Leia o comunicado da EASA.

As empresas aéreas europeias Austrian Airlines e a Air France tiveram que cancelar seus voos para Moscou depois de as autoridades russas não aprovarem rotas que contornassem o espaço aéreo bielorusso para chegar à capital da Rússia.

A Air France teve que cancelar um voo de Paris para Moscou e exigiu uma nova autorização das autoridades russas para entrar no país, disse um porta-voz da empresa aérea ao U.S. News. “O voo foi adiado para 6ª feira (27.mai.2021) e uma nova atualização será fornecida esta noite“, afirmou.

A companhia aérea Austrian Airlines também teve a permissão de pouso negada em Moscou para um voo vindo de Viena por causa das novas medidas impostas pelos países da UE (União Europeia) para isolar Minsk.

Com base em uma recomendação da EASA, a Austrian Airlines suspendeu os voos no espaço aéreo bielorrusso até novo aviso“, escreveu a porta-voz Yvonne Wachholder em um e-mail.

Por este motivo, são necessários ajustes na rota de voo de Viena para Moscou. Uma mudança nas rotas de voo deve ser aprovada pelas autoridades. As autoridades russas não nos deram esta permissão. Como resultado, a Austrian Airlines teve que cancelar o voo de hoje de Viena para Moscou“, disse Wachholder.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: