Rio lança plano de incentivo ao turismo religioso pós-pandemia

 Foi lançado nesta terça-feira, como parte das comemorações dos 90 anos do Cristo Redentor, um plano de incentivo ao turismo religioso no Rio – uma importante estratégia para a retomada do setor abalado pela pandemia. A expectativa do projeto é aumentar o fluxo de visitas ao monumento e gerar um lucro de R$ 300 milhões por ano para a economia do município.

 
“O incentivo ao turismo religioso é uma das bandeiras do Rio CVB (Convention & Visitors Bureau) para a retomada do setor. Queremos chegar aos 100 anos do Cristo Redentor, em 2031, celebrando a marca do Rio como destino religioso mais buscado do país”, aponta Sonia Chami, presidente-executiva do Rio CVB.

Com apoio da Prefeitura do Rio, o plano também tem o objetivo de dar visibilidade a diversos pontos de interesse religioso, como o Santuário de Fátima, o Memorial do Holocausto e o Centro Cultural Jerusalém.

“O Rio de Janeiro possui uma imensa riqueza histórica de cunho religioso. São símbolos de grande importância tanto para o catolicismo quanto para o judaísmo, protestantismo e as religiões afro-brasileiras. Precisamos jogar luz sobre todo esse acervo para tornar a cidade protagonista no importantíssimo mercado do turismo religioso”, pontuou o secretário municipal de Turismo do Rio, Cristiano Beraldo.


Durante a cerimônia, foi assinado um termo de cooperação entre o Rio CVB e os principais parceiros: Santuário Cristo Redentor; Associação Arquidiocesana Tarde com Maria; Associação Cultural Memorial do Holocausto; e Centro Cultural Jerusalém. 

“O Rio de Janeiro sempre teve vocação ao Turismo Religioso. A novidade de agora, com essa parceria, é fazer florescer o que até então estava suprimido ou subestimado”, destacou o reitor do Santuário Cristo Redentor, Padre Omar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: