Rio entra em estágio de mobilização diante de previsão de chuvas fortes neste sábado

A cidade do Rio de Janeiro entrou em estágio de mobilização na madrugada deste sábado “devido à previsão de chuva de intensidade moderada a forte nas próximas três horas”. A mudança se deve por conta dos núcleos de chuva que atuam no litoral do município, que já provocam pancadas de chuva de intensidade moderada a forte na região da Grota Funda, Recreio e Barra da Tijuca, nesta manhã.

No momento os bolsões de água relatados pelo Centro de Operação Rio

  • Avenida Abelardo Bueno, na altura da Ponte Santos Dumont, sentido Av. Salvador Allende, na Barra da Tijuca
  • Av. Armando Lombardi, na altura da Estação de BRT Jardim Oceânico, sentido Recreio
  • Av. Minstro Edgard Romero, na altura da Rua Conselheiro Galvão, sentido Vicente Carvalho
  • Rua José do Patrocínio – Vila Isabel
  • Praia de Botafogo, na altura da Rua Visconde de Ouro Preto, sentido Copacabana
  • Av. das Américas, na altura da Estação BRT Bosque Marapendi, sentido Recreio, na Barra da Tijuca
  • Rua Professor Eurico Rabelo, na altura da Av. Professor Manoel de Abreu, no Maracanã
  • Av. Professor Manoel de Abreu, na altura da Rua Radialista Waldir Amaral, no Maracanã
  • Av. Presidente Vargas, na altura do CASS, sentido Av. Francisco Bicalho, na Cidade Nova
  • Estrada do Bandeirantes, na altura da Estação BRT Arroio Pavuna, sentido Taquara, em Jacarepaguá

O Estágio de Mobilização é o segundo nível em uma escala de cinco e significa que há riscos de ocorrências de alto impacto na cidade. Há possibilidade de nova mudança de estágio devido à chuva e/ou outros fatores.

Segundo o Climatempo, o dia de hoje será de chuva frequente e forte intensidade no sul fluminense e na cidade do Rio, com possibilidade de breves aberturas de sol. Nas demais áreas do centro-norte do estado, também há condições para pancadas de chuva moderada a forte entre a tarde e a noite.

Bombeiros já fizeram mais de 30 atendimentos

 

Os bombeiros do Rio já atenderam cerca de 30 ocorrências relacionadas às chuvas, nas últimas 24 horas, em todo o território fluminense, incluindo cortes de árvores e salvamentos de pessoas. Por enquanto nenhuma ocorrência relevante na capital e na Região Metropolitana, segundo o Corpo de Bombeiros, que juntamente com com a Defesa Civil do estado, segue monitorando as precipitações em todo o estado para prevenir e minimizar danos.

O órgão informou que os agentes da Defesa Civil estadual estão em contato permanente com as prefeituras, dando suporte quando as ocorrências extrapolam a capacidade de resposta da gestão municipal, o que ainda não aconteceu.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *