Rio de Janeiro tem nove municípios no ranking brasileiro de Cidades Empreendedoras 2023

O Estado do Rio de Janeiro tem nove municípios no ranking do Índice de Cidades Empreendedoras (ICE) 2023, divulgado esta semana pelo governo federal. Niterói e Rio de Janeiro aparecem entre os dez primeiros lugares (5º e 8º lugar, respectivamente). As outras cidades que figuram no ranking são: Nova Iguaçu (61º), Petrópolis (63º), São Gonçalo (65º), Duque de Caxias (72º), Belford Roxo (89º), Campos dos Goytacazes (90º) e São João de Meriti (94º).

– Temos investido em políticas públicas que estimulem e favoreçam o empreendedorismo em todo o estado. Abrir um negócio no Rio de Janeiro, hoje, está mais fácil com a digitalização, desburocratização e simplificação de processos que a Junta Comercial tem promovido. Novos empreendimentos movimentam a economia e contribuem para a geração de novos empregos e renda para a população, contribuindo para promover o desenvolvimento econômico – destaca o governador Cláudio Castro.

Elaborado pela Escola Nacional de Administração Pública (Enap), o ICE analisa e compara o ambiente de negócios das cidades brasileiras para avaliar quais delas têm as condições mais propícias para o desenvolvimento do empreendedorismo. A capital fluminense ocupa o 3º lugar em termos de ambiente regulatório, à frente de São Paulo (7º lugar).

– A consolidação de um cenário onde o empreendedor possa realizar sonhos e concretizar oportunidades é fundamental para o fortalecimento da economia fluminense – afirma o secretário de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços, Vinicius Farah.

O ranking considera sete pilares de avaliação: Ambiente Regulatório, Infraestrutura, Mercado, Acesso Capital, Inovação, Capital Humano e Cultura Empreendedora. De acordo com o ICE, Niterói, por exemplo, aparece em 1º lugar em termos de mercado, bem à frente da capital paulista (11º lugar).

Ainda de acordo com a pesquisa, quatro cidades fluminenses – Campos dos Goytacazes, Belford Roxo, São João de Meriti e São Gonçalo – apresentam as alíquotas mais baixas de ISS, ao mesmo tempo em que o ICMS é o segundo mais baixo da mostra, representando boas opções para empresas de comércio e serviços.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *